Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Covid-19: cresce em 27% o número de vacinas em fase final de estudos

Entre dezembro e este mês de abril, número de antígenos em estágio 3 de testes em todo o mundo passou de dezoito para 23

Por Mariana Rosário Atualizado em 19 abr 2021, 16h23 - Publicado em 17 abr 2021, 18h39

A corrida para o desenvolvimento de vacinas contra Covid-19 teve um aumento de 27% em novos antígenos em etapa final de testes — a chamada fase 3 . Neste mês de abril, são 23 imunizantes que chegaram a esse estágio, cinco a mais do que em dezembro de 2020.

Considera-se nessa conta as vacinas que já estão em uso de maneira emergencial — ou definitiva — em todo o mundo. Entram nesta conta antígenos de farmacêuticas como Pfizer, Sinovac Life Science (CoronaVac), AstraZeneca e Janssen, todos liberados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Na listagem, há imunizantes de países como Rússia, Cuba, Estados Unidos, China, Reino Unido e Índia. Ao todo, 89 vacinas são testadas em humanos em todo o mundo. Ao longo da pandemia, apenas quatro foram abandonadas por insucesso nos testes.  Os imunizantes são de origem britânica, americana, alemã e australiana. Nenhuma vacina brasileira iniciou teste em voluntários humanos. Um antígeno desenvolvido no Instituto Butantan e outro da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto foram anunciados como próximos a esse estágio.

Confira o avanço da vacinação no país:

Continua após a publicidade
Publicidade