Clique e assine a partir de 9,90/mês

Coronavírus: catadores em SP receberão recursos de R$ 5,7 milhões

Cerca de 2. 300 famílias receberão apoio mensal de até 1 200 reais

Por Da Redação - 31 Mar 2020, 14h00

O prefeito Bruno Covas anunciou nesta terça-feira, 31, que 2 300 famílias de catadores de material reciclável receberão recursos mensais da prefeitura totalizando a monta de 5,7 milhões de reais.

Covas informou que os catadores autônomos (cerca de 1.400) receberão acréscimo de 600 reais aos outros 600 reais que devem ser repassados pelo Governo Federal, totalizando 1 200 reais. Os cerca de 900 integrantes de 25 cooperativas que não fazem parte da regra estipulada pelo Governo Federal, por sua vez, receberão o total de 1 200 reais diretamente da prefeitura. A decisão vale pelos próximos três meses. “É preciso minimizar o sofrimento. Cada vida poupada é investimento importante de ser feito”, disse o prefeito.

Ele garantiu que, mesmo com a pandemia, a coleta seletiva do lixo porta a porta será mantida, assim como o funcionamento das triagens mecanizadas, responsáveis pela triagem do material. Baixaram as portas apenas as cooperativas de catadores, por resolução da vigilâncias sanitárias.

Na mesma entrevista coletiva, o governador João Doria anunciou o repasse de 100 milhões de reais para 300 santas casas e mais outros hospitais municipais no estado até 31 de Julho. O valor deve ser revertido em custeio do atendimento aos pacientes e ampliação de 30% no número de leitos.

Continua após a publicidade

Outra medida é a distribuição de 140 000 kits de alimentação para motoristas de caminhão nas rodovias paulistas concessionadas até o dia 30 de julho.

Publicidade