Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Coreia do Norte tem 1,2 milhão de casos de Covid e OMS oferece ajuda

País registrou explosão de notificações em menos de uma semana e contabiliza 50 mortes

Por Paula Felix Atualizado em 16 Maio 2022, 23h07 - Publicado em 16 Maio 2022, 15h16

Menos de uma semana depois de anunciar as primeiras mortes por Covid-19, a Coreia do Norte enfrenta uma explosão da doença, tratada no país como uma “febre”, e contabiliza 1.213.550 casos e 50 mortes. Segundo a agência de notícias estatal KCNA, os registros tiveram início “no fim de abril”. Nesta segunda-feira, 16, quando foram anunciados 392.920 novos episódios e oito mortes nas últimas 48 horas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) emitiu um comunicado oferecendo ajuda ao país, que, de acordo com a entidade, ainda não iniciou a vacinação da população.

A disseminação descontrolada da doença foi conhecida pelo mundo na semana passada a partir de um comunicado oficial sobre os primeiros casos, reflexo de um surto da variante de preocupação ômicron na capital Pyongyang. No dia seguinte, foi informado que uma febre de origem desconhecida “se espalhou por todo o país a partir do fim de abril”. A Coreia do Norte adotou bloqueios e profissionais de saúde estão recomendando quarentena para pessoas com sintomas.

A OMS informou que ofereceu ajuda ao país com suporte técnico para ampliação dos testes, gestão de casos, implementação de medidas sociais e de saúde pública, além de fornecimento de suprimentos médicos e remédios. No entanto, o enfrentamento à doença é prejudicado pelo fato de a população ainda não estar vacinada.

““Como o país ainda não iniciou a vacinação contra o Covid-19, existe o risco de o vírus se espalhar rapidamente entre as massas, a menos que seja reduzido com medidas imediatas e apropriadas”, afirmou, em comunicado, Poonam Khetrapal Singh, diretor regional da OMS no Sudeste Asiático.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)