Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cirurgia bariátrica é tão benéfica a adolescentes quanto a adultos, diz estudo

Procedimento é capaz de reduzir peso e IMC, proteger contra doenças cardiovasculares e melhorar a qualidade de vida de jovens obesos

Pesquisas recentes têm demonstrado os benefícios da cirurgia bariátrica no controle da diabetes e outras doenças em pacientes obesos. Um novo estudo, publicado nesta semana no periódico International Journal of Obesity, vai além e afirma que a cirurgia bariátrica é tão benéfica a adolescentes quanto a adultos que sofrem de obesidade. Segundo o trabalho, desenvolvido por pesquisadores suecos, o procedimento, além de reduzir de forma significativa o peso de jovens de 13 a 18 anos, também melhora a qualidade de vida e os quadros de saúde deles.

CONHEÇA A PESQUISA

Título original: Two-year outcome of laparoscopic Roux-en-Y gastric bypass in adolescents with severe obesity: results from a Swedish Nationwide Study (AMOS)

Onde foi divulgada: periódico International Journal of Obesity

Quem fez: Torsten Olbers, Michelle Werling. Claude Marcus e equipe

Instituição: Universidade de Gotemburgo e Instituto Karolinska, Suécia

Dados de amostragem: 81 jovens obesos de 13 a 18 anos

Resultado: A cirurgia bariátrica em adolescentes é benéfica: tem boa tolerância, reduz de forma significativa peso e IMC, melhora a qualidade de vida e reduz os fatores de risco para doenças cardiovasculares

Participaram do estudo 81 jovens de 13 a 18 anos de idade que tinham obesidade mórbida, ou seja, cujo índice de massa corporal variava de 36 a 69 (calcule aqui o seu IMC). Esses adolescentes foram submetidos à cirurgia conhecida como by-pass gástrico, no qual estômago do paciente, que normalmente possui o tamanho de uma bola de futebol, é reduzido para o equivalente a uma bola de golfe. Esse estômago menor também é ligado diretamente ao intestino delgado, limitando a absorção de calorias. A banda gástrica ajustável é uma prótese de silicone colocada na parte de cima do estômago, que faz os pacientes se sentirem saciados mais rapidamente.

Leia também:

Conheça os procedimentos de redução do estômago mais usados

Cirurgia bariátrica diminui em até quatro vezes o risco de diabetes tipo 2

Dois anos após a operação, os adolescentes perderam, em média, 43,5 quilos – ou 32% do peso que tinham antes da cirurgia – e chegaram a um IMC de, em média, 30. Eles também apresentaram melhora nos fatores de risco para doenças cardiovasculares, especialmente em relação aos níveis de insulina, e relataram ter sentido uma melhora de qualidade de vida. Segundo os autores, 33% dos jovens tiveram algum efeito adverso, mas, de maneira geral, a cirurgia foi bem tolerada pelos pacientes.

“Os adolescentes que participaram do estudo faziam parte de um grupo altamente vulnerável, com um histórico de problemas psicossociais relacionados à obesidade, incluindo bullying e transtornos mentais. Tendo isso em mente, nossos resultados são surpreendentemente bons. Agora, nós queremos examinar com mais cuidado os efeitos adversos da cirurgia bariátrica em adolescentes”, diz Torsten Olbers, pesquisador da Universidade de Gotemburgo e coordenador da pesquisa.

Brasil – Neste mês, o Ministério da Saúde anunciou que vai reduzir a idade mínima para a realização de cirurgia bariátrica de 18 para 16 anos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Essa medida foi incluída na consulta pública sobre cirurgia bariátrica, que deverá ser concluída ainda neste mês.