Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

As frases que ficaram “gravadas”

O que se ouviu por aí — às vezes, no adiantado da hora

Tem que manter isso aí.

MICHEL TEMER, referindo-se — em conversa gravada (em março) por Joesley Batista (JBS), em pleno Palácio do Jaburu, numa visita noturna e secreta — ao bom relacionamento que o empresário garantiu ter com o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), preso em Curitiba (divulgada em maio)

 

 ‘Tem que manter isso’, o que é? Uma compra de carne? É uma feitura de suco? É fazer lanche?

RODRIGO JANOT, então procurador-geral da República, oferecendo um cardápio ironicamente completo para a célebre frase dita por Temer a Joesley Batista — nunca desmentida pelo presidente, lembrou Janot (agosto)

ORDEM E PROGRESSO?

 

Não sei como Deus me colocou aqui.

TEMER, envolvendo até os céus para tentar se manter no posto de presidente, em pronunciamento feito um dia após ser denunciado por corrupção passiva pelo então procurador-geral Rodrigo Janot (junho)

 

Zero. Põe zero em letras garrafais aí.

TEMER, respondendo a uma pergunta sobre o seu nível de preocupação com o inquérito aberto para investigá-lo e uma eventual delação do ex-ministro Geddel Vieira Lima (outubro)

EU JULGO, TU JULGAS, ELE JULGA

 

Enquanto houver bambu, vai ter flecha.

RODRIGO JANOT, então procurador-geral da República, anunciando que não haveria trégua nas denúncias (julho)

 

O que adianta passar mensalão, petrolão, e daqui a pouco vem outro ‘ão’, se não mudarem os mecanismos de prevenção?

ALEXANDRE DE MORAES, ministro do Supremo Tribunal Federal, tentando sair da rima para uma solução (abril)
Presidente do STE, Gilmar Mendes

Presidente do STE, Gilmar Mendes (Ueslei Marcelino/Reuters)

Poucas pessoas na história do STF correm o risco de ver o seu nome e o da própria corte conspurcados por decisões que depois vão se revelar equivocadas.

GILMAR MENDES, ministro do Supremo Tribunal Federal, dirigindo-se ao colega Edson Fachin, relator da Lava-Jato (setembro)

 

O ministro do STF Edson Fachin

O ministro do STF Edson Fachin (Eco Moliterno/VEJA)

Eu reitero o voto que proferi com base naquilo que entendo que é a prova dos autos. (…) Agradeço a preocupação de Vossa Excelência e digo que a minha alma está em paz.

EDSON FACHIN, em resposta a Gilmar Mendes sobre a homologação da delação da JBS (setembro)

LAVANDERIA BRASIL

Juiz Sérgio Moro

Juiz Sérgio Moro (Baptistão/VEJA)

Não estou falando de deterioração moral. Não estamos falando aqui de altura de minissaia. Estamos falando de crimes de corrupção.

SERGIO MORO, juiz da Lava-Jato, rebatendo críticas contra o uso de delações premiadas e a decretação de prisões preventivas no âmbito da operação (outubro)

 

Crimes não são cometidos no céu.

MORO, na sentença em que condenou Eduardo Cunha, ao defender as delações premiadas (março)
O ex-presidente da Câmara dos Deputadod, Eduardo Cunha

O ex-presidente da Câmara dos Deputadod, Eduardo Cunha (Ailton de Freitas/Agência o Globo)

Estou preso por um decreto injusto (…), já que não houve nenhum fato novo para ensejar uma prisão, salvo a necessidade de me manter como troféu.

EDUARDO CUNHA, ex-deputado federal e ex-presidente da Câmara, julgando-se de suma importância (fevereiro)

 

Eu sei que eu tô lascado, todo dia tem um processo.

LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA, ex-presidente da República (PT), em um momento de rigorosa autoanálise (outubro)
Marcelo Odebrecht chega à sede da Justiça Federal, PR

Marcelo Odebrecht chega à sede da Justiça Federal, PR (Paulo Lisboa/Brazil Photo Press/Folhapress)

Sem a Odebrecht, não ia ter Copa, não ia ter Olimpíada. Não ia ter nada.

MARCELO ODEBRECHT, ex-presidente da construtora (março)

 

A Lava-Jato é uma instituição dentro da Polícia Federal. Não tem como estancar uma instituição.

EUGÊNIO RICAS, diretor de Investigação e Combate ao Crime Organizado da PF (novembro)

 

Quantas malas são suficientes para o novo diretor-geral da Polícia Federal?

CARLOS FERNANDO LIMA, procurador, integrante da força-tarefa da Lava-Jato, ironizando a bagagem retórica de Segovia (novembro)

 

Uma única mala talvez não desse toda a materialidade criminosa que a gente necessitaria para resolver se havia ou não crime.

FERNANDO SEGOVIA, novo diretor-geral da PF, referindo-se ao fato de o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) ter sido flagrado saindo de uma pizzaria em São Paulo carregando em uma só mala 500 000 reais entregues por um executivo da JBS (novembro)
Presidente do STF, ministra Cármen Lúcia

Presidente do STF, ministra Cármen Lúcia (Eco Moliterno/VEJA)

A Lava-Jato é imparável.

CÁRMEN LÚCIA, presidente do Supremo Tribunal Federal, passando um trator sobre as intenções de quem deseja frear a maior operação anticorrupção do país (agosto)

SALVE, SALVE

 

Isso de misturar papelão na carne é uma insanidade, uma idiotice. As empresas investiram milhões de dólares, demoram mais de dez anos para se consolidar no mercado. E vão misturar papelão na carne? Pelo amor de Deus…

BLAIRO MAGGI, ministro da Agricultura, atacando a Operação Carne Fraca, da Polícia Federal (março)
Deputado federal, Wladimir Costa

Deputado federal, Wladimir Costa (./Reprodução)

Não é hena!

WLADIMIR COSTA, deputado federal (SD-PA), ao tratar da tatuagem que fez no ombro direito com a inscrição “Temer” (julho)

 

O senador Aécio Neves

O senador Aécio Neves (Loredano/VEJA)

Haverá espaço para uma saída política? Ou vamos considerar que todo mundo é bandido e abrir espaço para um aventureiro ‘salvador da pátria’?

AÉCIO NEVES, senador e então presidente do PSDB, antes de ser ele mesmo flagrado achacando um empresário bilionário (março)

 

A gente não colocava mais de 150, 170 000 reais por mala, porque elas (as malas) faziam o tipo de uma lasanha, vai. Punha uma fiada de roupa não sei o quê, uma fiada de dinheiro.

ADIR ASSAD, empresário e lobista, dando a receita da caprichada massa de propina (agosto)

 

Era de hena. A intenção era zoar o pessoal da oposição. Era uma brincadeira.

WLADIMIR COSTA, dando a cotação de sua palavra (agosto)

 

Minha experiência na segurança pública foi ter duas tias e eu próprio assaltados em Brasília e no Rio de Janeiro.

TORQUATO JARDIM, ministro da Justiça, fundamentando seu preparo para o cargo (maio)
A ex-presidente Dilma Rousseff

A ex-presidente Dilma Rousseff (Baptistão/VEJA)

Não acho que perdoar golpista é perdoar o PMDB e o PSDB. Acho que perdoar golpista é perdoar aquela pessoa que bateu panela achando que estava salvando o Brasil e que depois se deu conta de que não estava.

DILMA ROUSSEFF, ex-presidente da República (novembro)

FUTURO DO PRESENTE

 

Deus me livre!

FERNANDO HENRIQUE CARDOSO, ex-presidente da República, sobre o que pensaria de voltar ao cargo (janeiro)

 

Se disser que não pretendo ser candidato (à Presidência da República em 2018), não é verdadeiro. Agora, cargo majoritário não é vontade pessoal. É fruto de uma vontade coletiva.

GERALDO ALCKMIN, governador paulista (março)

 

Não posso me deixar contaminar com essa coisa de achar que virei o rei da cocada preta.

JOÃO DORIA, prefeito de São Paulo, antes de virar o príncipe da farinata, sobre eventual candidatura sua ao Planalto (abril)

 

Será que o Brasil está preparado para ter um presidente negro?

JOAQUIM BARBOSA, ex-presidente do STF (junho)
O senador José Serra

O senador José Serra (Fátima Meira/Futura Press/Folhapress)

O PSDB, só com psicanálise. Teria de ter uma modalidade de análise político-psicanalítica para entender direito.

JOSÉ SERRA, senador (novembro)

 

 

ESTADOS UNIDOS DO TWITTER

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump (Baptistão/VEJA)

Penso que talvez eu não estivesse aqui se não fosse pelo Twitter. (…) Fui objeto de coberturas desonestas da mídia.

TRUMP, no canal Fox News -- aliás, poderia ser em outro canal? (março)

 

A mídia falsa está tentando nos silenciar, mas não deixaremos.

TRUMP, sempre Trump, depois de postar uma montagem de vídeo na qual aparece agredindo uma pessoa com o logotipo da rede CNN no lugar do rosto (julho)

 

É um dia triste quando o presidente dos EUA incentiva a violência contra repórteres (…), num comportamento juvenil, bem abaixo da dignidade do cargo.

COMUNICADO DA CNN, em resposta à montagem divulgada por Trump (julho)

 

Por que Kim Jong-un me insultaria, me chamando de velho, quando eu nunca o chamei de baixo e gordo? Bom, tento tanto ser amigo dele, e talvez um dia isso aconteça!

DONALD TRUMP, mexendo, pela enésima vez, com o ditador norte-coreano (novembro)

 

Feliz ano novo a todos, incluindo meus muitos inimigos e aqueles que lutaram contra mim e perderam tão feio que simplesmente não sabem o que fazer. Com amor!

DONALD TRUMP, presidente eleito dos Estados Unidos, no Twitter (31 de dezembro de 2016)

SERMÕES FRANCISCANOS

 (Loredano/VEJA)

Em momentos de crise, o discernimento não funciona. Buscamos um salvador que nos devolva a identidade, nos defenda com muros, com arames farpados, com qualquer coisa, dos outros povos.

PAPA FRANCISCO, respondendo a uma pergunta, que citava Donald Trump, sobre a onda de xenofobia (janeiro)

 

Amamentem sem medo, com normalidade, como a Virgem amamentava Jesus.

PAPA FRANCISCO, dirigindo-se às mães das crianças que ele batizava, em Roma (janeiro)

 

Não apresentemos a fome como uma doença incurável.

PAPA FRANCISCO, reiterando o que não deveria mais ser preciso reiterar (outubro)

 

 

SERMÃO EM “TITÊS”

O técnico Tite

O técnico Tite (Paulo Whitaker/Reuters)

Em cima do presente do que os atletas estão fazendo, digo que a equipe está fazendo por merecer estar entre os favoritos.

TITE, técnico da seleção brasileira, falando em sua própria língua, com o Brasil já classificado, folgadamente, para a Copa da Rússia (setembro)

 

GÊNERO NÃO SE DISCUTE

 

Durante minha adolescência, eu rezava (…) para que Jesus afastasse minha homossexualidade. Como eu iria conciliar minha religiosidade com minha vivência?

KATY PERRY, cantora e compositora americana (março)
Ator Leonardo Vieira

Ator Leonardo Vieira (Paulo VitalePaulo Vitale/VEJA)

Se pudesse escolher, escolheria ser heterossexual com certeza. Seria muito mais fácil a vida.

LEONARDO VIEIRA, ator (janeiro)
Cantora Anitta

Cantora Anitta (Fernando Thomaz/.)

Brasil se devastando e as autoridades preocupadas com quem queremos nos relacionar. (…) Deus, cure a doença da cabeça do ser humano que não enxerga os verdadeiros problemas de uma nação.

ANITTA, cantora, reagindo a uma liminar que autorizava a terapia para a reversão sexual, a chamada “cura gay” (setembro)

 

A gente se apaixona por pessoas, não é pelo sexo delas.

BRUNA LINZMEYER, atriz (abril)

 

Publicado em VEJA de 27 de dezembro de 2017, edição nº 2562

Este conteúdo é exclusivo para assinantes do site. Assine agora e tenha acesso ilimitado.

Conheça os planos de assinaturaOU

Já é assinante? Faça o login