Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Temer decreta luto de três dias por tragédia da Chapecoense

Avião, que transportava 81 pessoas, caiu nesta madrugada na Colômbia. Apenas seis pessoas sobreviveram

O presidente Michel Temer decretou luto de três dias pela tragédia com o avião que transportava o time de futebol da Chapecoense. O presidente também determinou que a Aeronáutica disponibilize aeronaves para família e para translado das vítimas. A aeronave caiu nesta madrugada, na Colômbia, e matou 75 pessoas – ao todo, 81 pessoas estavam a bordo, entre jogadores, jornalistas e tripulantes.

Leia também:
Confira lista oficial de passageiros do voo acidentado
Anac negou voo direto da Chapecoense para Medellín
CBF adia final da Copa do Brasil

“Estamos colocando todos os meios para auxiliar familiares e dar toda a assistência possível. A aeronáutica e o Itamaraty já foram acionados”, escreveu o presidente em sua conta do Twitter.”O governo fará todo o possível para aliviar a dor dos amigos e familiares do esporte e do jornalismo nacional”, completou.

A Aeronáutica Civil da Colômbia informou que seis pessoas sobreviveram ao desastre: o jogador do Chapecoense Alan Ruschel e os goleiros Jackson Follman e Daniel Danilo e o jornalista Rafael Henzel. A aeromoça Ximena Suárez e o técnico da aeronave Erwin Tumiri também estão vivos, segundo as autoridades. Há a informação de que o zagueiro Hélio Hermito Zampier Neto seria o sétimo sobrevivente – mas ainda não há a confirmação.