Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Temer chama massacre de presos em Manaus de ‘acidente pavoroso’

Após reunião com ministros, presidente fala pela primeira vez sobre o tema e promete investimentos em presídios e trabalho em conjunto com os Estados

O presidente Michel Temer classificou, na manhã desta quinta-feira, a rebelião no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), em Manaus, que resultou na morte de 56 detentos, como “acidente pavoroso”.

Foi a primeira vez desde o massacre, no domingo, que o presidente se manifestou sobre o assunto, que provocou repercussão internacional – até o papa Francisco já havia falado sobre o tema, enquanto Temer deixou o episódio a cargo do ministro da Justiça, Alexandre de Moraes.

A declaração foi feita em reunião de Temer com o próprio Moraes e o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, para definir repasses e estratégias de melhorias para o sistema penitenciário brasileiro.

No início da reunião, o presidente manifestou solidariedade aos familiares das vítimas. “Eu quero, em uma primeira fala, mais uma vez, solidarizar-me com as famílias que tiveram seus presos vitimados naquele acidente pavoroso que ocorreu no presídio de Manaus”, disse.

Ele anunciou que há uma “necessidade imperiosa” de ação da União no sistema prisional e disse que o governo já realizou reuniões voltados para a área de segurança pública.

O presidente citou os principais problemas da área de segurança pública e afirmou que a segurança foi “absoluta” durante os Jogos Olímpicos de 2016, tendo recebido elogios até fora do país.

Leia também:

No episódio do massacre em Manaus, o presidente destacou o trabalho do ministro da Justiça, que pôs todos os dispositivos da administração federal à disposição. Segundo ele, serão construídos mais cinco presídios federais, com 200 a 250 vagas cada um, para lideranças de maior periculosidade, e 150 milhões de reais serão destinados à instalação de bloqueadores de celulares em, pelo menos, 30% dos presídios de cada Estado.

O presidente afirmou que haverá um trabalho conjunto da União com os Estados. “A questão de segurança pública gera uma preocupação nacional. A União cuidará disso também, mas sem invadir as competências do Estados.” Durante sua fala, Temer destacou que o Compaj era “privatizado”, portanto, a responsabilidade do governo estadual no episódio não está muito “clara e definida”.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Paulo Roberto de Carvalho

    Investir em educação sai mais barato que investir em presídio.

    Curtir

  2. Ronaldo Serna Quinto

    Não me lembro de a imprensa internacional fazer tanto estardalhaço por conta dos 70 mil homicídios que ocorrem todo ano no Brasil! Alguém precisa dizer em alto e bom som que morreram 60 BANDIDOS nessa guerra de gangues!!! Não são trabalhadores, pais de família, que foram assassinados na volta pra casa! Chega de mimi por causa dessa limpeza!!!

    Curtir

  3. A mídia Global só estava esperando o Temer se manifestar para começarem as críticas. Qualquer palavra que ele utilizasse para descrever o caso seria assunto para paródia global. Já esta ficando feio. Parece o Bocardi no BDSP que fica cobrando diariamente para que o João Dória resolva em 3 dias o que não foi resolvido em 4 anos. Esse cara(o Bocardi) ficou transtornado com a vitória do Dória. Está engraçado assistir o telejornal. O cara perde até a respiração quando fala do Dória(rs).

    Curtir

  4. Nilson Medeiros

    ” acidente pavoroso”, Talvez, ilustre Presidente, apesar do Sr. ser Professor de Direito, não saiba o conceito de acidente. A melhor colocação seria “crimes planejados pavorosos”. O povo está cansado.

    Curtir

  5. E as 58 mil pessoas que morrem por ano, equivalente a um avião que cai ocasionando 80 vítimas todos os dias, não é também pavoroso? Não é também pavoroso que estas pessoas que decapitam, esquartejam, estejam soltas daqui há 10 anos. Cadê os três poderes que não agem?
    que cai todoas

    Curtir

  6. Carlos Marques

    Amigos leitores. Quando um bandido morre, ele vira ser humano e vai pro Céu…Entenderam? Quem manda voces serem todos Catolicos Apostolicos Romanos?? Se fossemos todos evangelicos ianques, os bandidos iam todinhos para “outro lugar”…Precisa fazer um desenho? Querem perguntar ao Papa??

    Curtir

  7. Carlos Marques

    Perguntem a um padre qualquer, destes que andam por aí, em pastorais penais…

    Curtir

  8. Carlos Marques

    Ou então, assistam a um mes do canal pago “Investigação Discovery”, para ver em que implica ser um homicida, no país amigo Estados Unidos da America…

    Curtir

  9. Carlos Marques

    ….e dar o azar de ser preso pela Polícia…

    Curtir

  10. Carlos Marques

    Amigo Nilson, se tem uma coisa que este Presidente conhece, é Português. Até demais…Com ou sem mesóclises.

    Curtir