Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Relator no TSE vota pela cassação da senadora Selma Arruda

Juíza conhecida como 'Moro de saias' é acusada de caixa dois em campanha. Sessão foi encerrada após voto de Og Fernandes e deve voltar no dia 10

O ministro Og Fernandes, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), votou nesta terça-feira 3 a favor da cassação do mandato da senadora Selma Arruda (Podemos-MT), conhecida como “Moro de saias“. A leitura do voto de Fernandes, que é relator do caso, levou quase três horas e o julgamento foi suspenso na sequência de sua conclusão. Seis ministros ainda votarão no caso, que volta a ser analisado no próximo dia 10.

A senadora, que é juíza em seu estado, é acusada de caixa dois e abuso de poder econômico em sua campanha nas eleições de 2018. Em abril, o mandato de Selma foi cassado pela Justiça mato-grossense e, após recurso da defesa, o caso seguiu ao TSE.

Selma é acusada de não ter declarado cerca de 1 milhão de reais na contabilidade de campanha. A decisão também atinge o suplente, Gilberto Possamai.

Em abril, a senadora afirmou que provaria sua boa-fé no caso. “Estou tranquila com a decisão proferida nesta quarta-feira pelo Tribunal Regional Eleitoral. A tranquilidade que tenho é com a consciência dos meus atos, a retidão que tive em toda a minha vida e que não seria diferente na minha campanha e trajetória política. Respeito a Justiça e, exatamente por esse motivo, vou recorrer às instâncias superiores, para provar a minha boa fé e garantir que os 678.542 votos que recebi da população mato-grossense sejam respeitados”, disse a senadora.