Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Prefeitura de SP não cumpre interdição de boates

Estabelecimentos considerados inseguros pelos bombeiros estão sendo novamente vistoriados e liberados; apenas um fechou, por iniciativa própria

Após a prefeitura de São Paulo anunciar que interditaria 26 estabelecimentos considerados inseguros pelo Corpo de Bombeiros, os locais que estavam na lista estão sendo novamente vistoriados e liberados para funcionar. Apenas um deles, a Inferno Club, na Rua Augusta, foi fechado – e, segundo os donos, por iniciativa deles, não da fiscalização.

Na sexta-feira, a prefeitura havia divulgado nota dizendo que havia determinado “a visita imediata dos agentes [municipais] para lavrar autos de interdição” dos estabelecimentos considerados inseguros pelos bombeiros. No sábado, um dia depois do anúncio, o prefeito Fernando Haddad (PT) amenizou o discurso e afirmou que só locais em situação grave de insegurança seriam lacrados.

Na última quinta-feira, ele e o governador do estado, Geraldo Alckmin, assinaram um protocolo de intenções que deve redirecionar os trabalhos da Operação Delegada – que hoje atua no combate do comércio ambulante -, para a fiscalização de casas noturnas e de shows na capital.

O Santa Aldeia, na Vila Olímpia, estava entre os 26 locais da lista e continua aberto. A casa garante ter documentos. “A vistoria não encontrou irregularidades na segurança do estabelecimento, que obteve protocolo de renovação do Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB), o que viabiliza seu funcionamento normal”.

Leia também:

Bombeiros do Rio farão força-tarefa para fiscalizar boates

(Com Estadão Conteúdo)