Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Patrus diverge de Kátia Abreu e fala em fim de latifúndios

Nova ministra da Agricultura, a senadora ruralista havia afirmado que não existe latifúndio no Brasil e que não aceitará provocações

Por Marcela Mattos Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
6 jan 2015, 12h27

Nomeado ministro do Desenvolvimento Agrário como um contraponto à escolha da ruralista Kátia Abreu para o Ministério da Agricultura, Patrus Ananias defendeu nesta terça-feira, durante cerimônia de posse no cargo, avanços para a reforma agrária e a derrubada das “cercas do latifúndio”.

O pronunciamento vai de encontro com a fala de Kátia Abreu, segundo quem o Brasil não precisa acelerar a reforma agrária e que “latifúndio não existe mais”. Após a declaração, dada em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, Kátia disse ao tomar posse nesta segunda-feira que não aceitará “provocações” – mas reforçou que está disposta ao diálogo.

“Ignorar ou negar a permanência da desigualdade ou da injustiça é uma forma de perpetuá-los. Por isso, não basta derrubar as cercas do latifúndio. É preciso também derrubar as cercas que nos limitam a uma visão individualista e excludente do processo social”, afirmou hoje Patrus Ananias.

Leia também: Ex-ministros tentam abocanhar estatais e autarquias

Continua após a publicidade

E como já estava mesmo nessa toada, o ministro deu um passinho a mais e defendeu uma “adequação” do direito de propriedade e de outros direitos fundamentais, como o “interesse público” e o “desenvolvimento integrado e sustentável do Brasil”. “O direito de propriedade não pode ser em nosso tempo um direito inconstratável, inquestionável, que prevalece sobre todos os demais direitos e sobre o próprio direito de realização das possibilidades nacionais”, disse.

Patrus Ananias assumiu o cargo no lugar de Miguel Rossetto, transferido para a Secretaria-Geral da Presidência.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.