Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Palocci deixa a superintendência da PF para cumprir prisão domiciliar

Tribunal Regional Federal da 4ª Região reduziu a pena do ex-ministro na quarta-feira

O ex-Ministro Antônio Palocci deixou a superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, na tarde desta quinta-feira, 29, um dia após o (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) TRF-4 conceder o direito dele cumprir a pena em prisão domiciliar, após colaborar com a Justiça como delator.

Na quarta-feira, 28, os desembargadores da 8ª turma do TRF-4 reduziram a pena de Palocci, em sentença de 1ª instância divulgada em junho de 2017, na Lava Jato, de 12 anos e 2 meses para 9 anos e 10 dias.

O ex-Ministro deixou a sede da PF por volta das 15h30 e se dirigiu para a Justiça Federal para a instalação de tornozeleira eletrônica. Palocci estava preso desde setembro de 2016, quando foi deflagrada a 35ª fase da Operação Lava Jato. Em seguida, tornou-se delator e teve sua pena reduzida, mas ainda é réu na ação penal que apura de o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) recebeu, como forma de propina, o terreno onde seria construído o Instituto Lula, em São Bernardo do Campo.