Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ministro da Secretaria de Governo afirma que EBC não será extinta

Santos Cruz defendeu uma 'racionalização' da empresa de comunicação: 'A ideia não é acabar'

Ministro-chefe da Secretaria de Governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL), o general Carlos Alberto do Santos Cruz afirmou que a Empresa Brasileira de Comunicação (EBC) não será extinta pelo novo governo. Em entrevista concedida ao jornal O Globo e publicada nesta quarta-feira, 9, Santos Cruz defendeu uma “racionalização” da empresa, que respeite o quadro atual de funcionários.

“A ideia não é acabar. É aproveitar o máximo que der da estrutura, mas fazer uma racionalização para fazer mais atualizada, mais ágil, sem ideologia, ver quais os princípios que ele vai difundir”, informou o ministro. “Ela vai passar por modificações em curto prazo, sem dúvida nenhuma, para se ter mais efetividade.”

Em entrevista à Record após sua eleição, mas antes da posse, Bolsonaro falou sobre a possibilidade de extinguir ou privatizar a TV Brasil, pertencente à EBC, por ela dar “traço” de audiência.

A empresa de comunicação estatal possui atualmente 2.025 empregados e já passou por uma redução no fim do ano passado, após um processo de demissão voluntária. A companhia tinha 2 282 funcionários.

Para Santos Cruz, a ideia da EBC durante o governo Bolsonaro não é de concorrer com os veículos de comunicação tradicionais. “Ela não pode ter ideia de competir, mas só de complementar.”