Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mensalão: ministros já admitem preocupação com a participação de Peluso na reta final do julgamento

Peluso se aposenta compulsoriamente no dia 3 de setembro, antes do julgamento ser concluído

Após dez sessões de julgamento do mensalão no Supremo Tribunal Federal (STF), alguns ministros da Corte já admitem em conversas reservadas preocupação com o risco real de Cezar Peluso não participar da votação – ele se aposenta compulsoriamente no dia 3 de setembro. Caso isso ocorra, afirmam, votações de pontos emblemáticos da ação penal poderiam terminar empatados.

Considerado voto certo pela condenação dos principais réus, Peluso vota originalmente depois dos ministros Rosa Weber, Luiz Fux, Dias Toffoli e Cármen Lúcia, mas, se for cumprido esse protocolo, não haverá tempo hábil para sua participação. Sua manifestação antecipada, às vésperas de se aposentar, é possível, mas pode abrir margem para contestações dos advogados dos mensaleiros, já que ele não estaria presente na etapa de definição das penas dos eventuais condenados.

“Teoricamente é mais prudente o ministro Peluso participar porque no passado recente tivemos impasses terríveis”, alerta um ministro do STF.

Leia também:

entenda o escândalo do mensalão

Reinaldo Azevedo: Kakay fica a um passo de pedir que Gurgel lhe seja grato. Escárnio!

Saiba como foi o dia a dia do julgamento