Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mais um responsável por fiscalizar mensaleiros é demitido

Presidente do STF, Joaquim Barbosa, deu prazo até esta sexta para o governador Agnelo Queiroz se manifestar sobre as mordomias reveladas

O governo do Distrito Federal exonerou o servidor Valter José Faé Júnior, chefe do núcleo de inteligência do Centro de Progressão Penitenciária (CPP), onde estão presos os mensaleiros Valdemar Costa Neto e Jacinto Lamas e outros três condenados do processo.

Faé é o terceiro servidor do CPP que deixa o cargo por causa de revelações de regalias dos mensaleiros que cumprem pena no presídio. Reportagens de VEJA mostraram que os petistas José Dirceu e Delúbio Soares têm tratamento diferenciado, como direito a podóloga, visitas fora do horário regulamentar e até feijoada aos finais de semana. Nesta semana, o jornal Folha de S.Paulo mostrou que Valdemar recebe deputados para reuniões políticas e passou no McDonald’s no período que trabalha fora do presídio. Lamas faz caminhadas e se encontrou com a mulher.

Na quarta-feira, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, deu prazo de 48 horas – expira hoje – para o governador Agnelo Queiroz se manifestar sobre as mordomias dos mensaleiros.

Leia também: Agnelo contribui para que regalias continuem, diz Barbosa