Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mãe de suspeito de hackear celulares se diz surpresa com prisão de filho

Família de Gustavo Henrique Elias Santos, DJ de 28 anos, diz acreditar que prisão tenha sido um erro de investigação

Um dos presos desta terça-feira, 23, suspeito de ter hackeado os celulares do então juiz federal Sergio Moro e do procurador Deltan Dallagnol, chefe da força-tarefa da Operação Lava Jato, é o DJ Gustavo Henrique Elias Santos, de 28 anos. Ele e sua esposa, Suellen Priscila de Oliveira, foram detidos na capital paulista.

Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, a mãe de Gustavo, Marta Elias Santos, disse que está “chocada” e que seu filho “não está envolvido nisso, não”. Os familiares de Elias Santos esperam que a prisão seja um erro de investigação.

A Polícia Federal (PF) prendeu, nesta terça-feira, 23, quatro suspeitos de terem invadido os celulares de Dallagnol e Moro. A operação, deflagrada em sigilo, cumpriu onze ordens judiciais, sendo sete mandados de busca e apreensão e quatro mandados de prisão temporária, nas cidades de São Paulo (SP), Araraquara (SP) e Ribeirão Preto (SP), como informa a coluna Radar.

Em Araraquara, foram cumpridos mandados de busca e apreensão nas residências da mãe de Gustavo e da avó de Walter Delgatti Neto, que está foragido, segundo o advogado Ariovaldo Moreira, que representa o DJ de 28 anos. Em entrevista a VEJA, Moreira negou que seu cliente tenha invadido os celulares dos integrantes da força-tarefa da Lava Jato. “Conheço a pessoa do Gustavo e posso afirmar com todas as letras que não acredito que ele esteja envolvido diretamente nessa questão”, afirmou Moreira a VEJA.

O advogado conversou com Gustavo por volta das 21h30. Ele revelou que o DJ estava “inseguro” e que não deu detalhes sobre as circunstâncias da prisão por estar acompanhado de perto por um policial federal. “O que sei é que entraram na casa dele, mas o Gustavo não soube me dizer o que levaram, e se levaram algo, de lá”, disse.

Ariovaldo Moreira enviou um e-mail para a Polícia Federal afirmando que irá para Brasília nesta quarta-feira para acompanhar Gustavo e sua esposa, Suellen. Ele também exigiu que o casal só preste esclarecimentos em sua presença.