Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Lula foi chantageado e autorizou pagamento de R$ 6 milhões

Revelação foi feita em delação premiada na Polícia Federal pelo operador do esquema do mensalão

Por Hugo Marques Atualizado em 4 jul 2022, 09h27 - Publicado em 2 jul 2022, 13h26

Em delação premiada feita pela Polícia Federal e aprovada pelo Supremo Tribunal Federal, o operador do mensalão, o publicitário Marcos Valério, diz que soube por dois ex-auxiliares de Lula que o ex-presidente foi chantageado. Segundo Valério, o empresário Ronan Maria Pinto, que tinha negócios com a prefeitura na gestão do petista Celso Daniel, assassinado em 2002, ameaçava revelar detalhes do crime, que envolveria ligações do PT com o PCC.  O depoimento de Valério foi gravado em vídeo.

O operador do mensalão conta que Ronan pediu dinheiro para não tornar público o esquema de arrecadação de propinas que existia na prefeitura de Santo André, dinheiro que alimentava o caixa do PT. Esses recursos arrecadados junto ao crime organizado, disse Valério, eram repassados ao partido e ao próprio presidente Lula, por intermédio do ex-ministro Gilberto Carvalho.

A chantagem, segundo o publicitário, foi bem sucedida. Segundo Valério, o pagamento dos 6 milhões de reais foi feito por intermédio de uma operação fraudulenta articulada pelo pecuarista José Carlos Bumlai junto à Petrobras — tudo com o aval do ex-presidente Lula.

Marcos Valério foi condenado a 37 anos de cadeia por subornar parlamentares em troca de apoio ao governo Lula no Congresso. Ele cumpre pena em regime domiciliar.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)