Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Leréia avisa que faltará a depoimento na CPI do Cachoeira

Segundo a Polícia Federal, deputado recebeu dinheiro do bicheiro e intercedeu por Carlinhos Cachoeira em uma operação policial

O deputado federal Carlos Alberto Leréia (PSDB-GO) faltará ao seu depoimento à CPI do Cachoeira, marcado para a sessão desta terça-feira. Em ofício encaminhado no fim da tarde de segunda-feira à comissão, Leréia pediu para ter o depoimento adiado. No documento, segundo a Agência Senado, o deputado afirma que tem “importantes e inadiáveis compromissos pessoais anteriormente assumidos”. Ele diz que só poderá falar à CPI depois do dia 18. Leia também:

Favores e dinheiro alimentam relação entre Leréia e Cachoeira Redutos da base concentram repasses federais à Delta De acordo com investigação da Polícia Federal, Leréia recebeu dinheiro do bicheiro Carlinhos Cachoeira e intercedeu pelo contraventor em uma operação policial. Lereia responde, desde abril, a processo na Câmara. Isolado no partido, deve ser investigado pelo Conselho de Ética da Casa a respeito das relações com o bicheiro. Ele admite ser amigo de Cachoeira, mas nega ter conhecimento do esquema gerenciado pelo contraventor. As conversas interceptadas revelam que Cachoeira pagou pelo menos 65 000 reais a Leréia ao longo de seis meses no ano passado. Há menção ainda a um cheque de 206 000 reais e a um empréstimo de 400 000 reais para o deputado. Assim, a cifra repassada a Leréia pela quadrilha de Cachoeira ultrapassaria os 600 000 reais. Os parlamentares também ouvirão nesta terça André Teixeira Jorge, funcionário da construtora Delta e apontado como laranja no esquema criminoso. Investigações da PF indicam que sua evolução patrimonial e sua movimentação financeira são incompatíveis com sua renda. Veja os detalhes da rede de favores entre o deputado e o bicheiro: