Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Justiça nega pedido de liberdade a Nestor Cerveró

Por Da Redação
Atualizado em 5 jun 2024, 02h10 - Publicado em 3 jun 2015, 12h52

O desembargador federal João Pedro Gebran Neto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, negou novo pedido de liberdade apresentado pela defesa do ex-diretor da Área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró. Condenado a cinco anos de prisão por lavagem de dinheiro, Cerveró tentava anular as decisões do juiz Sérgio Moro e afirmava que não deveria estar preso porque seria inocente das acusações de movimentar contas no exterior e de ocultar bens. O habeas corpus apresentado pela defesa de Cerveró classificava Moro como “justiceiro” e afirmava que o titular da 13ª Vara Federal “não deveria macular sua biografia acadêmica deixando-se seduzir pelos momentos de fama que a Operação Lava Jato lhe proporciona”. Um dia depois de negar a liberdade ao ex-diretor da Petrobras, o desembargador Gebran Neto rejeitou outra ação em benefício de Cerveró, desta vez proposta pelo “não advogado” Maurício Ramos Thomaz. Ele alegava que a sentença de condenação de Cerveró por lavagem de capitais deveria ser anulada e questionava os critérios de Moro para definir a pena de cinco anos de reclusão para o ex-dirigente. Ramos Thomaz é recorrente em pedir habeas corpus em casos de repercussão midiática. No auge do escândalo do mensalão, ele atacou o então ministro do Supremo Joaquim Barbosa ao apresentar pedidos em favor de Simone Vasconcelos, ex-funcionária do operador Marcos Valério, da banqueira Kátia Rabello e do ex-dirigente do Banco Rural Vinicius Samarane. Na época, ele alegou em carta aberta ao Supremo que o processo do mensalão era “o pretexto para um golpe de Estado”. (Laryssa Borges, de Brasília)

Leia mais:

Cerveró pede transferência para presídio no Paraná


Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.