Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Gleisi critica prisão e chama Moro de ‘juiz armado de ódio e de rancor’

Outros políticos aliados ao ex-presidente lamentam a prisão determinada nesta quinta-feira, questionam a Justiça e pedem mobilização pelo país

Por Da redação Atualizado em 13 abr 2018, 19h14 - Publicado em 5 abr 2018, 19h55

Políticos de esquerda aliados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticaram o juiz Sergio Moro por decretar a prisão dele nesta quinta-feira, um dia após o Supremo Tribunal Federal ter negado o habeas corpus pedido pela defesa do petista e antes de o Tribunal Regional Federal (TRF4) ter julgado os últimos recursos do caso.

A presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), chamou Moro de “juiz armado de ódio e de rancor” e criticou a ordem de detenção: “Prisão política, que reedita os tempos da ditadura“.

Continua após a publicidade

Lindbergh Farias, líder do PT no Senado, e a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS), além de deputados do PSOL e do PCdo B, também criticaram o juiz.

  • Continua após a publicidade

    Continua após a publicidade

    Continua após a publicidade

    Continua após a publicidade

    Entre os candidatos à Presidência da República, o apoio a Lula veio de Guilherme Boulos (PSOL) e Manuela D’Ávila (PCdoB).

    Continua após a publicidade

    Continua após a publicidade

    O senador Roberto Requião (MDB-PR) também se manifestou favoravelmente ao petista.

    Continua após a publicidade

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade