Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Em retribuição por parceria, Bolsonaro pede votos para irmão de Alcolumbre

De olho nas eleições do Congresso, presidente declara apoio a Josiel Alcolumbre, que disputa prefeitura de Macapá neste domingo

Por Mariana Muniz Atualizado em 19 dez 2020, 17h53 - Publicado em 19 dez 2020, 17h38

Em um gesto de “retribuição” ao presidente do Senado pela “parceria” com o Palácio do Planalto, o presidente Jair Bolsonaro pediu votos neste sábado, 19, para o irmão de Davi Alcolumbre (DEM-AP), Josiel Alcolumbre (DEM), que tentar se eleger neste domingo prefeito de Macapá.

“Ao longo destes dois anos eu tive contato direto com o Davi Alcolumbre, presidente do Senado. E todos os momentos que governo precisou do Senado, o Davi nos socorreu, foi um grande parceiro nessa relação presidência da República e Senado Federal”, diz Bolsonaro em vídeo que começou a circular nas redes.

O presidente continuou: “Neste momento, a única coisa que eu posso retribuir ao Davi é que eu peço a você que está indeciso que leve em conta primeiro quem está do outro lado, o senador que está apoiando a outra chapa, que sempre atrapalhou a gente”. O “senador que está apoiando a outra chapa”, a de Dr. Furlan, é Randolfe Rodrigues, da Rede.

  • Fontes da campanha de Josiel Alcolumbre dizem que o apoio de Bolsonaro foi uma atitude espontânea, mas o gesto merece atenção. Alcolumbre está em plena articulação para outras eleições — para a presidência do Senado e da Câmara, em 2021.

    Afinal, Bolsonaro tem interesse no trabalho de Alcolumbre para fazer dar certo a candidatura do aliado Rodrigo Pacheco, também do DEM — e que deve ter o apoio dos senadores bolsonaristas.

    Além disso, nos bastidores o que se comenta é que o presidente do Senado, irritado com o não apoio de Rodrigo Maia a um candidato próprio do DEM para a presidência da Câmara, deve estimular que uma ala apoie o nome defendido por Bolsonaro, Arthur Lira (PP-AL).

    Os deputados Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) e Baleia Rossi (MDB-SP) são apontados como os favoritos de Rodrigo Maia. 

    Continua após a publicidade
    Publicidade