Clique e assine a partir de 9,90/mês

Doria convida general Santos Cruz, ex-ministro de Bolsonaro, para o PSDB

De olho na sucessão presidencial, governador de SP tem mirado pessoas que eram próximas ao presidente, como Gustavo Bebianno e o empresário Paulo Marinho

Por Eduardo Gonçalves - 30 out 2019, 14h03

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), fez nesta quarta-feira, 30, um convite público para o general Carlos Alberto dos Santos Cruz, ex-ministro-chefe da Secretaria de Governo de Jair Bolsonaro, ir para o PSDB. “Eu tenho ótima relação com o Santos Cruz.  Não foi feito ainda, mas eu deixo aqui o meu convite público. É um homem de bem, eu o respeito e as portas do PSDB estāo abertas para ele”, disse o tucano, após palestra em um evento do jornal O Estado de S. Paulo.

O convite ocorre após o governador anunciar a vinda ao PSDB do advogado Gustavo Bebianno e do empresário Paulo Marinho, ex-aliados de primeira hora de Bolsonaro na campanha eleitoral. O deputado federal Alexandre Frota, que era do PSL e apoiava o presidente, também foi para o PSDB após ter sido expulso da legenda governista e ter rompido com Bolsonaro.

De olho na sucessão presidencial em 2022, Doria tem tentado atrair para o seu entorno pessoas que antes trabalharam na campanha do presidente – o general é um amigo de longa data de Bolsonaro e saiu do governo após virar alvo de ataques do filho Carlos Bolsonaro e do filósofo Olavo de Carvalho.

Publicidade