Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Dilma fará sua defesa pessoalmente no Senado

Processo está previsto para começar no dia 25 de agosto

Por Da redação Atualizado em 17 ago 2016, 13h30 - Publicado em 17 ago 2016, 13h17

Um dia após ler a sua mensagem aos senadores e à população, a presidente afastada Dilma Rousseff decidiu que fará pessoalmente sua defesa no Senado. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da petista. Dilma já está redigindo o seu pronunciamento no Senado e terá a opção de apenas discursar e se retirar da sessão.

Leia mais:
STF autoriza inquérito contra Dilma e Lula

O julgamento final do impeachment começa no dia 25. A presidente afastada deve se manifestar após todas as testemunhas de defesa e acusação.

Nessa terça-feira, durante a leitura da carta, Dilma defendeu a convocação de um plebiscito para encurtar o seu mandato e antecipar as eleições de 2018, pregou um pacto pela unidade nacional e disse que sua deposição seria um “inequívoco golpe”. Dilma se definiu como “honesta e inocente”, admitiu erros e afirmou não ser legítimo afastá-la pelo “conjunto da obra”.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade