Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Defesa de delator pede que CPI adie depoimento

A defesa do empreiteiro Ricardo Pessoa, da UTC Engenharia, pediu que a CPI da Petrobras adie o depoimento dele à comissão. Os advogados alegam que o empresário não pode falar por ter firmado acordo de delação premiada.A audiência de Pessoa ainda nem foi confirmada, mas o comando da CPI pretendia ouvi-lo nos próximos dias. Como mostrou VEJA, o empreiteiro admite ter abastecido o caixa de Dilma Rousseff e de outros políticos com dinheiro do petrolão.”Renova-se o pedido justificado para que seu depoimento nesta CPI seja suspenso até que tenha condições de prestar os esclarecimentos solicitados”, pede a defesa. Os advogados argumentam que o depoimento só poderá ser possível após a Justiça tornar público o teor dos depoimentos do réu. E avisam que, se a solicitação for negada, Ricardo Pessoa ficará calado na comissão.