Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Carro bate em viatura da CET na Marginal após alta da velocidade

Segundo a CET, acidente aconteceu na altura da ponte da Cidade Jardim e não houve vítimas; agentes disseram que motorista tinha sinais de embriaguez

Por Da redação - Atualizado em 26 jan 2017, 12h08 - Publicado em 25 jan 2017, 09h26

Na madrugada desta quarta-feira, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) de São Paulo ainda estava trocando as placas de sinalização com o novo limite de velocidade nas Marginais Tietê e Pinheiros, quando foi registrado o primeiro acidente na via de trânsito rápido após as novas regras. Por volta das 2 horas da manhã, um motorista bateu na mureta e depois colidiu com a traseira de uma viatura da CET, que estava parada e acompanhava a operação de troca de placas. A batida aconteceu na pista expressa da Marginal Pinheiros, na altura da ponte da Cidade Jardim, Zona Sul de São Paulo.

Agentes da CET informaram que o motorista apresentava sinais de embriaguez. Não houve vítimas e a pista já foi liberada no local. A partir da meia noite desta quarta-feira, a gestão do prefeito João Doria (PSDB) cumpriu uma das principais promessas de campanha e aumentou as velocidades de 70 km/h para 90 km/h na pista expressa, de 60 km/h para 70 km/h na central, e 50 km/h para 60 km/h na local. A exceção ficou na primeira faixa da pista local, que permaneceu em 50 km/h.

A medida chegou a ser vetada pela Justiça de primeiro grau na última sexta-feira com base em uma ação da ONG Ciclocidade, mas a liminar foi derrubada ontem pela desembargadora Flora Maria Nesi Tossi Silva, da 13ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo. No despacho, a juíza escreveu que a segurança no trânsito não “deriva exclusivamente” da redução da velocidade e que também deve ser levada em conta a “qualidade de vida dos usuários”.

A assessoria do prefeito João Doria marcou para as 12 horas desta quarta-feira uma reunião com jornalistas para anunciar o balanço do primeiro dia da “Marginal Segura”, como foi chamado o programa que conjugou o aumento das velocidades máximas com ações de prevenção a acidentes, como a implementação de lombofaixas e a ampliação da fiscalização e sinalização nas duas vias.

Publicidade