Clique e assine a partir de 9,90/mês

Bolsonaro não vai participar de debate da Globo por recomendação médica

Presidente do PSL, Gustavo Bebianno, afirmou que médicos recomendam que candidato não fale por tempo prolongado

Por Da Redação - 27 Sep 2018, 13h06

O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, não vai participar do debate da Rede Globo no dia 4 de outubro, mesmo que tenha alta hospitalar. Segundo o presidente do partido Gustavo Bebianno, a restrição é uma recomendação médica.

“Ele não pode falar por tempo prolongado. Há uma forte recomendação médica (para) que ele evite ao máximo falar porque na fala ele produz gases no abdômen e isso dá uma distensão abdominal, aí ele sente muitas dores. Pelo menos mais uma semana, 10 dias, ele deve procurar não falar muito”, disse Bebianno.

O debate com os presidenciáveis na Rede Globo é o último do primeiro turno, a três dias da eleição. Um dos homens fortes da campanha do presidenciável do PSL, Bebianno destacou que Bolsonaro “não tem condições” de participar de qualquer evento de campanha antes do primeiro turno, que ocorre no dia 7 de outubro.

Bolsonaro foi vítima de um atentado à faca no dia 6 de setembro em evento de campanha no interior de Minas Gerais e, desde então, está hospitalizado recuperando-se de cirurgias por que passou. O presidente do PSL afirmou que a previsão é que o presidenciável – líder das pesquisas de intenção de voto ao Palácio do Planalto no primeiro turno – receba alta do hospital Albert Einstein, em São Paulo, até, no máximo, domingo.

Continua após a publicidade

(com Reuters)

Publicidade