Clique e assine a partir de 9,90/mês

Bolsonaro deve viajar a Dallas na próxima semana, diz porta-voz

Na última sexta, presidente cancelou ida a Nova York, onde receberia prêmio. Governo trabalha para que homenagem Pessoa do Ano ocorra no Texas

Por João Pedroso de Campos - Atualizado em 6 maio 2019, 21h56 - Publicado em 6 maio 2019, 21h01

Depois de cancelar a viagem que faria a Nova York e Miami na semana que vem, o presidente Jair Bolsonaro passou a reconsiderar a possibilidade de ir aos Estados Unidos nos próximos dias. Segundo o porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, Bolsonaro foi convidado e planeja uma viagem a Dallas, no estado americano do Texas, entre os dias 14 e 16 de maio.

Em pronunciamento no Palácio do Planalto no início da noite desta segunda-feira, 6, Rêgo Barros afirmou que o presidente foi convidado por outros estados nos EUA, mas que a viagem deve ser feita a apenas um deles e que a “prioridade” é a ida à cidade comandada pelo prefeito Mike Rawlings, do Partido Democrata. A agenda anteriormente prevista para Miami, onde Bolsonaro se encontraria com parlamentares do Partido Republicano, não deve ocorrer.

A viagem a Nova York, prevista para o dia 14 de maio, foi cancelada por Jair Bolsonaro na sexta-feira 3. O Planalto alegou que a decisão se justifica porque o prefeito da cidade, o também democrata Bill de Blasio, fez ataques ao presidente e “ideologizou” a entrega do prêmio Pessoa do Ano a Bolsonaro pela Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos.

A homenagem ao presidente, feita também ao secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, gerou polêmica desde que o Museu de História Natural de Nova York passou a receber críticas por sediar a premiação. Enquanto a instituição não havia se pronunciado sobre o assunto, De Blasio usou uma entrevista dada a uma rádio para atacar Bolsonaro e pediu ao museu que cancelasse o evento. O Museu de História Nacional acabou decidindo não receber o prêmio em sua sede.

Continua após a publicidade

[Dallas] é a primeira escolha que pareceu adequada para a amplitude de um evento em homenagem ao nosso presidente. É importante ressaltar tratar-se de um prefeito democrata [Rawlings]”, declarou o porta-voz da Presidência.

De acordo com Otávio Rêgo Barros, ainda não está definido se o presidente receberá no Texas o prêmio de Pessoa do Ano. Ele afirmou, contudo, que “há uma tentativa de que haja uma conjugação das atividades lá em Dallas, que estão a ser assentadas, com aquela premiação que iria ocorrer em Nova York”.

No mesmo pronunciamento, o porta-voz disse que “está no foco” de Jair Bolsonaro viajar no segundo semestre a Polônia, Hungria e Itália, países onde o chanceler, Ernesto Araújo, está neste momento. Os três têm governos ideologicamente alinhados a Bolsonaro.

Publicidade