Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Se eu for eleito, o Brasil sai da ONU’, diz Bolsonaro após apoio a Lula

Órgão de defesa dos direitos humanos emitiu um parecer favorável à participação do petista nas eleições presidenciais de outubro

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL)declarou neste sábado, 18, que o Brasil deixará a Organização das Nações Unidas (ONU) caso seja eleito presidente da República. A afirmação foi feita em resposta à pergunta sobre como avaliava a recomendação do Conselho de Direitos Humanos da ONU de que o país permita ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disputar a eleição presidencial.

“Se eu for presidente eu saio da ONU. Não serve pra nada essa instituição”, afirmou Bolsonaro à imprensa, após cerimônia de formatura de cadetes na Academia Militar das Agulhas Negras (Aman) em Resende, no sul fluminense. “Sim, saio fora, não serve pra nada a ONU. É um local de reunião de comunistas e gente que não tem qualquer compromisso com a América do Sul pelo menos”, completou o candidato.

 

Mais cedo, Bolsonaro já tinha se manifestado sobre o tema em sua conta pessoal no Twitter: “Há mais ou menos 2 meses falei em entrevista que já teria tirado o Brasil do conselho da ONU, não só por se posicionarem contra Israel, mas por sempre estarem ao lado de tudo que não presta. Este atual apoio a um corrupto condenado e preso é só mais um exemplo da nossa posição”, escreveu o candidato neste sábado.

Condenado a 12 anos de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, Lula teve sua candidatura registrada na quarta-feira passada, último dia do prazo determinado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O petista, no entanto, poderá ser impedido de disputar a eleição, em razão da Lei da Ficha Limpa, que proíbe que cidadãos condenados em segunda instância, como é o caso do ex-presidente, sejam candidatos.

Na sexta-feira, porém, o órgão Conselho de Direitos Humanos da ONU solicitou que o Brasil tome todas as medidas necessárias para que Lula possa desfrutar e exercer os direitos políticos, enquanto esteja na prisão, como candidato para as eleições presidenciais.

O Conselho é formado por especialistas independentes que monitoram a implementação, pelos Estados partes, dos principais tratados internacionais de direitos humanos adotados pela Assembleia Geral da ONU. Eles atuam de forma independente da ONU. A decisão do órgão é considerada como uma recomendação e, no passado, outros governos estrangeiros já ignoraram a solicitação. No início do ano, por exemplo, a Espanha não cumpriu decisões do mesmo comitê em relação a políticos catalães que atuaram pela independência da região.

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Sergio Campos

    Escola de Frankfurt > Técnicos da ONU > marxismo “gramsciniano” > desconstrução de estruturas sociais e civilizatorias > caos.

    Curtir

  2. Sim, Bolsonaro!

    Curtir

  3. Apoiado

    Curtir

  4. Democrata Cristão (Liberdade de Expressão é meu direito CF 88 art 5 e art 220)

    ONU e OEA, 2 lixos marxistas! Bolsonaro tem que tirar mesmo o Brasil desse esgoto marxista.

    Curtir

  5. Daniel Cardoso

    T.N.C essa ONU não apita nada.

    Curtir

  6. Apoiadíssimo!Porque os conselheiros da ONU não se metem na Venezuela, na Nicaragua, na Russia…?

    Curtir

  7. Valdir Fonseca

    Não creio neste tipo de noticia tendenciosa, pq será que a nossa imprensa tenta tanto desqualificar Bolsonaro. Já conhecia a VEJA MAIS IMPARCIAL e MENOS TENDENCIOSA. A VEJA de hoje é um LIXO, uma VERGONHA.

    Curtir

  8. Ousado. Disso que o país precisa. Chega de banana. Voto Bolsonaro.

    Curtir

  9. Elias Estevam

    Não sei o que fede menos, o que sai do ânus ou o que sai da boca deste infeliz.

    Curtir

  10. Ataíde Jorge de Oliveira

    Da: Impossibilidade
    ,caro ELIAS ( 11h5 )!
    …DO _i m p o ssí.vel 😮

    Curtir