Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Antídoto contra black bloc

Fábrica de Porto Real produz caminhões utilizados pelo exército nas doze cidades-sede da Copa do Mundo

Porto Real, cidade fluminense que teve nenhum assalto ou manifestação black bloc em 2014, produz os caminhões responsáveis pela segurança das doze cidades-sedes da Copa do Mundo. Tratam-se de veículos fabricados pela empresa de transporte MAN, com fábrica em Resende, e otimizados para atender as necessidades militares pela empresa BMB, especializada em customização de veículos. Apesar de localizadas em municípios diferentes, as duas indústrias estão a menos de um quilômetro de distância.

Para adaptá-los às missões da Copa foram incluídas tração 6×6 nos caminhões de 31 toneladas e 4×4 na versão de 15 toneladas. Os caminhões também ganharam um quarto eixo direcional no veículo, que aumenta a capacidade de carga e dirigibilidade do veículo. O próximo passo do diretor executivo da BMB, Marcos Balbinot, é utilizar parte dessas adaptações para caminhões de carga. “A tecnologia de uso militar poderá servir no mercado civil. Com as péssimas estradas brasileiras, já tenho clientes querendo caminhões com tração 4×4”, afirma Balbinot.

O exemplo da BMB mostra que aos poucos Porto Real começa a diminuir sua forte dependência da fábrica da Peugeot-Citroën. Há potencial. Mais de 60% das terras do município ainda estão desocupadas. Um novo polo industrial de 200.000 metros quadrados já está nos planos da prefeitura. Nos próximos dez anos, a cidade deve receber 5.000 novos moradores, um aumento de 30%.

Para atender essa demanda, o setor empresarial local já se mexe. Sergio Candido da Cunha, dono da fábrica de concreto Arcon, e Gilberto Moreira, dono da AGM, empresa que produz materiais de transporte de peças industrias, cresceram junto com a chegada de Peugeot-Citroën e outras indústrias para cidade. A nova linha de investimento de ambos será a engenharia civil. Gilberto já sua própria construtora. Sergio tem mais de 20 lotes de terra na cidade. Os poucos e pequenos prédios locais devem ficar cada vez mais frequentes em Porto Real. São frutos do crescimento da cidade.

Depois de deixar Porto Real, a equipe da Expedição VEJA voltou à estrada na manhã desta terça-feira. Nosso próximo destino é São José dos Campos (SP), sede da Embraer e de outras grandes empresas. Tem algo a dizer sobre a cidade? Converse conosco pelas redes sociais utilizando a hashtag #expedicaoveja.

Expedição VEJA, quilômetro a quilômetro

Saiba quando a Expedição VEJA vai chegar a cada cidade
Datas* Cidade
6/5 Jundiaí/SP
7/5 Joinville/SC
9/5 Não-me-toque/RS
11/5 Guarapuava/PR
12/5 Três Lagoas/MS
14/5 Rondonópolis/MT
15/5 Sorriso/MT
17/5 Barra do Garças/MT
18/5 Brasília/DF
19/5 Luis Eduardo Magalhães/BA
21/5 Cristino Castro/PI
22/5 Picos/PI
23/5 São Gonçalo do Amarante/CE
25/5 Iguatu/CE
26/5 Petrolina/PE
28/5 Irecê/BA
29/5 Janaúba/MG
30/5 Sete Lagoas/MG
1/6 Porto Real/RJ
3/6 São José dos Campos/SP