Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Alessandro Molon e Aliel Machado deixam Rede e vão para o PSB

Com saída de deputados, partido de Marina Silva fica com apenas três parlamentares, quantidade que desobriga emissoras de convidá-la para debates

Os deputados federais Alessandro Molon (RJ) e Aliel Machado (PR) anunciaram desfiliação da Rede Sustentabilidade, partido liderado pela ex-ministra Marina Silva. Os dois comunicaram oficialmente a decisão e a ida para o PSB. Com a saída dos dois, o partido fica sem o número mínimo de cinco representantes no Congresso exigido para garantir a participação nos debates eleitorais no rádio e na TV neste ano.

Os dois parlamentares comunicaram a decisão usando suas redes sociais. “Em um novo partido, me sentirei mais à vontade para continuar a lutar com firmeza e determinação por tudo o que sempre defendi”, afirmou Molon, em texto publicano no Facebook e no Twitter.

Ao falar de sua escolha pelo PSB, Molon disse que o partido faz um movimento de “reencontro” com a história da legenda. “Mudo de partido para permanecer fiel às bandeiras que sempre defendi – e continuarei a defender – na minha caminhada”, escreveu.

Veja também

Aliel Machado afirmou que o convite foi feito pelo presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira. “Agradeço o convite e a confiança do presidente nacional do partido, Carlos Siqueira, que por conhecer a nossa história e trajetória de vida, nos convidou a participar desse momento histórico para o Brasil. Tenho certeza de que teremos muito a contribuir”, disse, também em nota nas redes sociais.

Com a saída de Molon e Machado, a Rede fica com apenas três parlamentares no Congresso: os deputados Miro Teixeira (RJ) e João Derly (RS) e o senador Randolfe Rodrigues (AP). O número torna optativo o convite de emissoras para Marina Silva, pré-candidatura à Presidência da República, participar dos debates eleitorais.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Social Democrata

    Fica admirado de ver a “fidelidade” desses políticos que se gabam de sua fidelidade. Um esquerdinha puxadinho do PT.

    Curtir

  2. Ataíde Jorge de Oliveira

    😮 PerkaToTa££ :
    #$Ö$:A£MAAPenada 😮

    Curtir

  3. Democrata Cristão (Liberdade de Expressão é meu direito CF 88 art 5 e art 220)

    Eles mudaram da esquerda para a esquerda. “Fiz que fui, não fui, e acabei fondo”.

    Curtir

  4. É a esquerda manobrando dentro do seu próprio campo com vistas à eleição presidencial. Ainda carece de uma análise mais profunda, mas eu arriscaria que, com o colapso do projeto lulopetista, que inclui a petista verde e seu partido de apoio, haverá um movimento de concentração na extrema esquerda (PSB, PSOL, PCdoB). Isso deve ocorrer em todos os ambientes: parlamentar, acadêmico, artístico, intelectual, movimentos sociais, etc. Seria algo como uma “frente de esquerda” que, discretamente, se afasta da “nave mãe” que está naufragando. Questão de sobrevivência.

    Curtir