Clique e assine com 88% de desconto

Aécio quer que Catelani deponha na Câmara após demissão da Apex

Tucano quer que ex-diretora explique afirmação de que sofreu 'pressão' para a 'manutenção de contratos espúrios' enquanto atuava na agência

Por Guilherme Venaglia - 8 maio 2019, 15h18

Buscando reassumir uma posição de destaque na Câmara, o agora deputado Aécio Neves (PSDB-MG) apresentou, em conjunto com Arlindo Chinaglia (PT-SP) e Rubens Bueno (Cidadania-PR), um requerimento para convidar Letícia Catelani a depor na Comissão de Relações Exteriores.

O tema são as insinuações feitas por Catelani nas redes sociais após ter sido demitida do cargo de diretora da Agência Brasileira de Promoção de Exportações (Apex). Reconhecida como integrante do grupo mais ideológico do governo Bolsonaro, ela afirmou no Twitter ter sido dispensada após se negar a atuar em favor de “contratos espúrios”.

“Combati incansavelmente a corrupção e fechei as torneiras que a alimentavam. Estou pagando o preço. Sofri pressão de dentro do governo pela manutenção de contratos espúrios, além de ameaças e difamações”, escreveu. Aécio, Chinaglia e Bueno querem que ela esclareça quem a pressionou e a quais contratos ela se refere.

O pedido foi apresentado nesta terça-feira, 7, mas não foi colocado em votação pelo presidente da comissão, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente da República. Aécio questionou.

Publicidade

“Acho que é de interesse de todos, inclusive do próprio governo, que essas denúncias graves da sra. Catelani sejam aqui esclarecidas”, disse o tucano. Em resposta, Eduardo ressaltou que é uma decisão do presidente definir a pauta e que quer discutir depois com Aécio a possibilidade de convite à ex-diretora da Apex.

Publicidade