Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

‘Acabou coxinha e mortadela. O papo agora é quibe’, diz Kalil

Prefeito eleito de Belo Horizonte pelo PHS, ex-cartola do Atlético-MG fez referência à briga entre tucanos e petistas no país

Por Da redação
Atualizado em 5 fev 2021, 15h08 - Publicado em 30 out 2016, 20h47

Em seu discurso após a vitória na disputa para a Prefeitura de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PHS), deu seu recado: “Acabou coxinha e acabou mortadela. O papo agora é quibe”. O prefeito eleito tem ascendência árabe.

A fala é uma referência à rivalidade entre tucanos (coxinhas) e petistas (mortadela) no Estado e no país. Em sua campanha, Kalil buscou se apresentar com uma terceira via e, assim, acabou derrotando o deputado estadual João Leite (PSDB).

Com uma campanha baseada na imagem do anti-político, o ex-cartola do Atlético-MG disse que, agora, procurará as principais forças políticas do Estado para dialogar, mencionando o atual prefeito de BH, Marcio Lacerda (PSB), o governador Fernando Pimentel (PT), o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) e o presidente Michel Temer (PMDB).

Questionado sobre Aécio Neves, fechou a cara aos jornalistas: “Eu respeito meus adversários, mas foram meus adversários. Fizeram propaganda contra mim. Posso ser um homem bom, do coração aberto, mas o que aconteceu comigo não foi pouca coisa. Respeitem meu ponto de vista. Eu não quero futriquinha de imprensa. Eu vou procurar quem eu acho que devo procurar”.

Continua após a publicidade

“Estou muito satisfeito [com o resultado]. As noites que eu chorei no meu quarto, sozinho com minha mulher, por ter sido tão ofendido, valeram a pena”, disse ele, durante seu discurso.

Em entrevista a VEJA, o coordenador de campanha de Kalil, Gabriel Azevedo, havia falado sobre seu candidato estar fora da briga entre direita e esquerda: “Em BH, o que existe é gente querendo rua sem buraco, hospital que funcione, mais segurança”.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.