Clique e assine com 88% de desconto

A relação de Jair Bolsonaro com a mídia

Thomas Traumann analisa como Bolsonaro gosta de tentar silenciar as críticas contra seu governo

Por Da Redação - Atualizado em 3 out 2019, 20h14 - Publicado em 6 ago 2019, 19h37

Jair Bolsonaro assinou uma medida provisória que acaba com obrigatoriedade das empresas em publicar seus balanços nos jornais. Com a internet, não faz mais sentido que as empresas gastem milhões de reais para informar os resultados, que podem estar de graça nos sites.

O problema é o motivo. O presidente disse que assinou a medida como uma ‘retribuição’ ao tratamento da imprensa. O fim da publicidade dos balanços atinge a mídia em um momento delicado. O mercado publicitário é 1/3 a menos do que era em 2014. A relação de Bolsonaro com os jornalistas é complicada, mas ele finge esquecer que nenhum ocupante do Palácio do Planalto tem vida fácil.

Se não fosse a mídia, por exemplo, nunca saberíamos o que era a Lava Jato. E Bolsonaro tem muito pouco a reclamar. Quase todas as críticas que recebe ocorrem por causa das suas declarações absurdas. Se o presidente não insistisse tanto em polarizar o país, certamente a cobertura seria mais tranquila.

Entenda neste episódio do podcast Traumann Traduz:

Publicidade