Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.
Publicidade

Notícias sobre Faixa de Gaza

Exército argumenta que projéteis foram lançados de Gaza e houve a necessidade de interceptá-los. Ao menos 34 palestinos morreram em dois dias
Desde terça, quando o Exército israelense matou o líder do grupo, Baha Abu al Ata, ao menos 34 palestinos morreram em bombardeios na Faixa de Gaza
Entre os mortos há terroristas do movimento Jihad Islâmica; em dois dias foram disparados 250 foguetes contra Israel
Baha Abu al Ata, da Jihad Islâmica, era considerado pelo Exército israelense como o responsável pela maioria dos ataques a partir da Faixa de Gaza
Premiê discursou condenando legendas "que questionam a própria existência do Estado de Israel e glorificam terroristas que matam nossos soldados e crianças"
Testemunhas afirmaram que as explosões foram provocadas por atentados suicidas cometidos por homens a bordo de motocicletas
Bombardeios ocorrem depois de ataque de foguetes ao sul israelense e da derrubada de drone em território libanês
Embargo de Israel ao território começou em 2007; mais da metade dos 2 milhões de moradores da região vivem abaixo da linha de pobreza
Hamas e Jihad Islâmica haviam anunciado cessar-fogo pela manhã, após fim de semana violento com 25 mortes
Segundo Israel, foram 600 foguetes palestinos disparados desde sábado, representando o maior ataque palestino contra o país nos últimos anos
Publicidade