Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Votação na cidade líbia de Ajdabiya é suspensa após incidentes

Trípoli, 6 jul (EFE).- As autoridades líbias suspenderam a votação ao Conselho Nacional Geral neste sábado em Ajdabiya, uma das principais cidades do leste da Líbia, assim como na cidade de Briga, após vários incidentes nos colégios eleitorais dessas localidades.

Segundo uma fonte de segurança, grupos de líbios defensores do federalismo, que consideram que o leste do país estará sub-representado na assembleia legislativa que se elege hoje, e alguns radicais islâmicos irromperam em vários centros de votação e queimaram ou roubaram as urnas.

Uma fonte das forças de segurança de Ajdabiya precisou que os materiais de dois colégios eleitorais foram queimados e ressaltou que o processo será retomado ao longo da manhã em toda a cidade, exceto nas escolas ’17 de fevereiro’ e ‘Attiyah’.

O processo eleitoral em Ajdabiya já foi objeto de um boicote há dois dias, quando um grupo de desconhecidos ateou fogo ao armazém que abrigava as urnas eleitorais, que a Comissão Suprema Eleitoral conseguiu repor antes da abertura dos colégios, hoje às 8h (3h de Brasília).

Na zona de Briga, um grupo de manifestantes mantém fechados há dois dias vários portos petroleiros em protesto pelo que consideram uma marginalização da região oriental.

O Conselho Nacional Geral terá 200 cadeiras, 100 para legisladores do oeste do país, cuja principal cidade é Trípoli, 60 para deputados do leste, onde estão situadas Ajdabiya e Briga, e 40 para parlamentares do sul, cuja maior cidade é Sebha.

Os líbios realizam hoje as primeiras eleições legislativas no país após a morte do ditador Muammar Kadafi e a queda de seu regime, que se manteve durante 42 anos. EFE