Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Veto de Rússia e China às sanções contra a Síria é “histórico”

A ONU viveu uma jornada histórica com a decisão de Moscou e Pequim de impor seus vetos ao projeto de resolução do Conselho de Segurança que definia medidas punitivas contra o regime sírio, afirmou nesta quarta-feira à AFP a conselheira do presidente Bachar al-Assad.

“É uma jornada histórica, pois Rússia e China, e tantas nações, uniram-se contra as injustiças”, declarou Buthaina Shaaban.

“Acredito que os sírios estão felizes em ver que existem potências no mundo contra e hegemonia e a intervenção militar nos assuntos internos dos países”, disse à AFP.

“Ao impor seus vetos, colocaram-se ao lado do povo sírio e nos deram tempo de continuar com as reformas para chegar ao pluralismo político sem que, tenhamos que sofrer os sofrimentos suportandos pelo Iraque, Líbia, Paquistão e Afeganistão”, acrescetou Shaaban.

“Estou contente porque estamos cansados da colonização e da hegemonia do ocidente. Estamos fartos das injustiças impostas pelo ocidente, que ao utilizar o Conselho de Segurança e outras instâncias controlam tudo”.

Na terça-feira, Rússia e China, membros permanentes do Conselho de Segurança, vetaram o projeto de resolução que ameaçava o regime de Assad pela sangrenta repressão das manifestações contra o presidente.