Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vaticano condena culto mexicano a Santa Morte

Cardeal disse que veneração a esqueleto é anti-religiosa e uma "blasfêmia"

O Vaticano condenou o culto mexicano da Santa Morte, considerando-o uma “blasfêmia”, informou nesta quinta-feira a rede BBC. O presidente do Conselho Pontifício de Cultura do Vaticano, cardeal Gianfranco Ravasi, disse que cultuar a Santa Morte era uma “degeneração da religião”.

Sobre Imagens:

Na Cidade do México, Adriana Zehbrauskas flagra o culto à Santa Morte

Ravasi condenou o culto em um evento religioso na Cidade do México. “A religião celebra a vida, mas aqui você tem a morte”, disse. “Não é religião só porque está vestido como religião, é uma blasfêmia contra a religião”.

O cardeal também sublinhou o fato de o culto ser particularmente popular entre membros de cartéis de drogas no México, e acusou os criminosos de invocá-lo. No ano passado, oito pessoas foram presas no norte do México por relação ao assassinato de dois meninos e uma mulher em um sacrifício ligado à Santa Morte.

O culto, que reverencia a morte, é representado por um esqueleto feminino carregando uma foice. Trata-se de uma mistura antiga de crenças indígenas com a veneração de santos cristãos introduzidos pela colonização espanhola. Os devotos fazem altares e oferecem velas, frutas e tequila à Santa Morte em troca da realização de seus desejos. A veneração é particularmente popular em regiões pobres e extremamente afetadas pela violência no México.