Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Uma foto histórica: O presidente americano e Che Guevara juntos

“Oh my God!” é a frase que resume o sentimento das redes sociais apreciando e compartilhando as imagens do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, com o rosto de Ernesto “Che” Guevara ao fundo. O inusitado e simbólico encontro aconteceu nesta segunda-feira em Havana, durante uma cerimônia que Obama participou na Praça da Revolução, no centro da capital cubana.

“Iconografia sem precedentes hoje em Havana. Obama, Che e a história converge”, escreveu no Twitter o jornalista americano Jon Lee Anderson, autor da melhor biografia do revolucionário argentino Ernesto Guevara. O rosto de “Che”, imortalizado numa fotografia de Alberto Korda, tornou-se algo de um ícone pop nas últimas décadas. Em Cuba, ele é venerado como um herói, e em todo o mundo seu rosto continua sendo um símbolo da contracultura.

Leia também

Pesquisa aponta que maioria dos americanos apoia fim do embargo a Cuba

Raúl Castro recebe Barack Obama para reunião privada

Obama se reunirá hoje com Raúl Castro e empreendedores cubanos

Mas, apesar do fanatismo que seu nome e seu rosto despertam, a história de “Che” Guevara não é nada bela: machista, violento e preconceituoso, ele inaugurou as execuções – os famosos paredões – de quem não concordava com o regime comunista implantado em Cuba. Também em sua biografia constam ataques contra populações civis durante a guerra civil que culminou na revolução de 1959.

(Da redação)