Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Última brigada de combate dos EUA deixa Iraque

Retirada ocorre antes do prazo final de 31 de agosto estabelecido por Obama

A última brigada de combate do Exército dos Estados Unidos deixou o Iraque nesta quarta-feira. Os blindados e soldados cruzaram a fronteira com o Kuwait após sete anos da invasão americana que derrubou o ditador Saddam Hussein. O término da retirada das tropas ocorre antes do prazo final de 31 de agosto, estabelecido pelo presidente Barack Obama.

Segundo o capitão Christopher Ophardt, o movimento de saída foi feito pela última unidade de veículos da 4ª Brigada Stryker, da 2ª Divisão de Infantaria. A maior parte dos 4.000 soldados deixou o país a bordo de carros blindados. Permanecem em Bagdá os militares (na casa das centenas) responsáveis por questões burocráticas e logísticas. Esses devem deixar a cidade na quinta-feira.

Outros 50.000 soldados ficarão no país com a função específica de dar apoio e treinamento às tropas iraquianas. Segundo Obama, a permanência desses soldados indicam que a guerra não chegou ao fim. “A dura verdade é que o fim do sacrifício americano no Iraque ainda não terminou”, disse o presidente no começo do mês, ao anunciar que os americanos encerrariam sua missão no país.

Na ocasião, Obama afirmou: “Prometi um final responsável para a guerra do Iraque. Após assumir, anunciei nossa estratégia e a transição. Prometi que em agosto de 2010 nossa missão de combate acabaria. E é o que estamos fazendo. Conforme o prometido e dentro do previsto.”