Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

UE decide liberar viagens para turistas dos EUA e de outros 5 países

Medida ainda precisa ser aprovada pelo Conselho Europeu, mas deve entrar em vigor nos próximos dias; Brasil segue fora da lista

Por Da Redação Atualizado em 16 jun 2021, 09h34 - Publicado em 16 jun 2021, 09h14

A União Europeia (UE) decidiu nesta quarta-feira, 16, incluir os Estados Unidos e outros cinco países na lista de nações cujos cidadãos estão autorizados a entrar no bloco para turismo. Segundo as agências de notícias AFP e Reuters, a autorização foi concedida por representantes dos 27 países da UE em acordo e deve ser aprovada formalmente pelo Conselho Europeu nos próximos dias.

A medida vale para todo tipo de viagens não essenciais e incluirá também os cidadãos que não estão completamente vacinados contra a Covid-19. Segundo as primeiras informações divulgadas, porém, o bloco aconselhará que as nações exijam testes PCR negativos dos turistas.

Além dos Estados Unidos, serão beneficiados cidadãos de Taiwan, Sérvia, Macedônia do Norte, Albânia e Líbano. Macau e Hong Kong serão incluídas se houver reciprocidade.

Outros oito países já haviam sido incluídos anteriormente na lista de nações liberadas para o turismo: Austrália, Coreia do Sul, Israel, Japão, Nova Zelândia, Ruanda, Singapura e Tailândia. A seleção, porém, não inclui nenhum país da América Latina.

Quando o bloco anunciou a reabertura gradual de suas fronteiras, iniciada em junho, apontou que apenas cidadãos vacinados de países considerados “seguros” poderão entrar. E a régua que determina qual país é seguro é alta: só nações que registrem no máximo 25 novos casos de Covid-19 a cada 100.000 habitantes nos catorze dias anteriores à viagem. Os europeus alertaram, porém, que a lista e as regras poderiam ser revisadas a cada quinze dias.

Continua após a publicidade
Publicidade