Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Trump deve conceder perdão a prisioneira após encontro com Kim Kardashian

Alice Marie Johnson foi condenada em 1996 por tráfico de drogas e não é elegível para liberdade condicional

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, está considerando conceder perdão presidencial a Alice Marie Johnson, uma mulher de 63 anos que cumpre prisão perpétua por tráfico de drogas, após seu encontro com a socialite Kim Kardashian.

Segundo o jornal The Washington Post, o decreto que perdoará Alice pode ser publicado ainda nesta semana.

Trump e Kim Kardashian se encontraram na última quinta-feira (31), para discutir a situação da mulher, que já passou mais de duas décadas presa e não é elegível para liberdade condicional.

Em uma entrevista no início deste mês, a socialite disse que ficou comovida com a história de Johnson após ver um vídeo nas redes sociais. “Penso que ela realmente merece uma segunda chance na vida. Vou fazer o possível para libertá-la.”

Alice Marie Johnson foi condenada em 1996 a oito crimes relacionados a uma operação de tráfico de cocaína envolvendo mais de uma dezena de pessoas, em Memphis. A Suprema Corte rejeitou sua apelação.

Porém, segundo o Washington Post, a intenção de Trump de perdoar Alice está causando conflitos na Casa Branca, já que o chefe de gabinete John F. Kelly e outros conselheiros do presidente acreditam que a ação seria desnecessária.

A discussão sobre o perdão presidencial e sobre a extensão dos poderes do presidente dos Estados Unidos quando se trata de questões judiciais esquentou os noticiários americanos na última semana.

Na segunda (04), Trump chegou até mesmo a afirmar que possui o “direito absoluto” de conceder um perdão presidencial a si mesmo na hipótese de a atual investigação do procurador especial Robert Mueller sobre a interferência russa nas eleições de 2016 implicá-lo em práticas ilegais.