Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Terremoto no México: vídeos mostram tremor em casas e monumentos

O abalo de 8,2 na escala Richter foi sentido por até 50 milhões de pessoas - quase a metade da população do país

Por Da redação - Atualizado em 8 set 2017, 16h27 - Publicado em 8 set 2017, 16h17

O terremoto de magnitude 8,2 na escala Richter que atingiu o México na noite de quinta-feira deixou 35 mortos no sul do país – 25 no estado de Oaxaca, sete em Chiapas e três em Tabasco -, segundo os dados mais atualizados das autoridades locais. Nesta sexta, moradores das áreas afetadas começaram a postar nas redes sociais seus registros dos efeitos do tremor em casas e monumentos.

Um dos vídeos compartilhados mostra a redação do jornal Milenio, na Cidade do México. As lâmpadas no teto do escritório foram abaladas pelo terremoto.

O monumento El Ángel de la Independencia (Anjo da Independência, em português), na capital mexicana, e um vaiduto no centro da cidade também foram abalados.

Internautas também registraram o abalo causado em um restaurante na Plaza Las Américas, em Tuxtla Gutiérrez, no sul do país.

Nesta casa em Puerto Escondido, Oaxaca, muitos pratos e utensílios domésticos foram jogados ao chão.

View this post on Instagram

🚨 🚨 🚨 Terremoto desde la cocina de mi casa Alerta de tsunami en costas de Oaxaca #terremoto #tudobom #oaxaca #chiapas #susto #scary #world #mexico #alerttsunami #tsunami #sismo #costa #ocean

A post shared by Eduardo Amaro (@eduardo_amaro_flores) on

Publicidade

Outros vídeos mostram a destruição deixada pelo abalo em algumas cidades no sul do México, como no município de Tonalá.

O terremoto fez tremer pelo menos dez estados do sul e do centro do México. Até 50 milhões de pessoas – quase a metade da população do país – pôde senti-lo, segundo o presidente Enrique Peña Nieto.

Publicidade

O presidente pediu que os moradores continuem atentos, já que podem acontecer fortes réplicas, ainda que menores. Até o momento, após o terremoto aconteceram 266 réplicas, a maior delas de 6,1 graus na escala Richter.

Publicidade