Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Talibãs devem abandonar violência antes de negociar

Por Jangir - 3 jan 2012, 19h31

Os talibãs devem abandonar a violência como condição prévia a qualquer processo de paz no Afeganistão, e esta posição não mudou, afirmou nesta terça-feira a Casa Branca, após um suposto primeiro passo dos rebeldes afegãos em prol de negociações.

“Nós avaliamos positivamente qualquer avanço no processo de reconciliação organizado pelos afegãos, tendo em conta o fato de que os requisitos para a reconciliação não mudaram”, disse Jay Carney, porta-voz do presidente Barack Obama.

“O presidente foi muito claro sobre o fato de que manteremos nosso apoio e participaremos dos esforços de reconciliação, mas sempre disse que a reconciliação com os talibãs só ocorrerá quando romperem com a Al-Qaeda, renunciarem à violência e respeitarem a Constituição afegã, o que ainda não é o caso”.

Os rebeldes talibãs se declararam nesta terça-feira “preparados” para instalar um escritório político fora do Afeganistão para as negociações de paz, um primeiro passo histórico nesta direção após dez anos de conflito com o governo em Cabul e seus aliados da Otan.

Publicidade