Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Rebeldes atacam TV estatal e avançam na capital do Iêmen

Voos para o aeroporto de Sanaa foram suspensos por causa dos conflitos

Rebeldes xiitas atacaram o prédio da televisão estatal do Iêmen e do principal partido sunita na capital Sanaa. Os ataques à emissora começaram na noite de quinta e continuaram nesta sexta-feira, “com todo tipo de armas”, informou a rede. Soldados cercaram prédios de instituições públicas, enquanto os rebeldes fechavam ruas no norte da cidade. Centenas de pessoas tiveram de deixar suas casas para fugir dos combates e os voos comerciais foram suspensos.

“Companhias aéreas árabes e estrangeiras decidiram suspender os voos para Sanaa por 24 horas devido aos acontecimentos na capital”, informou a Autoridade de Aviação Civil em comunicado. A medida pode ser prolongada se a situação não for normalizada. Nas últimas semanas os rebeldes houthis bloquearam vias que levam ao aeroporto.

Os houthis, que pertencem à minoria zaidita, reivindicam mais território e autonomia no norte do país. Em 2011, durante a revolta que forçou a saída do ditador Ali Abdullah Saleh do poder, os rebeldes consolidaram o controle de Saada, na fronteira com a Arábia Saudita. A partir de julho deste ano, os rebeldes impuseram derrotas sobre grupos tribais e milícias apoiados pelo partido sunita Islah na província vizinha de Amran.

Leia também:

Iêmen: Polícia impede ataque a sede do governo; sete morrem

Grupo ataca palácio presidencial do Iêmen e quatro morrem

Nesta semana, os confrontos deixaram cerca de quarenta mortos. Os combates se alastraram principalmente entre membros de tribos aliadas houthis e o clã al-Ahmar, de maioria sunita, que ocupa cargos de chefia nas Forças Armadas e no governo. Além da rebelião xiita, o país também é rotineiramente palco de ações da rede terrorista Al Qaeda.

(Com agência Reuters)