Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Procurada pelo FBI, jovem ‘obcecada’ por Columbine é encontrada morta

Sol Pais queria 'homenagear' os estudantes que mataram 12 colegas e um professor em abril de 1999; escolas fecharam suas portas

Sol Pais, a jovem de 18 anos que alarmou autoridades de Denver (EUA) nos últimos dias com seus planos de repetir o conhecido massacre da escola secundária Columbine, em 1999, foi encontrada morta nesta quarta-feira, 17, no estado americano do Colorado. A polícia local suspeita que ela cometeu suicídio.

No início desta semana, Sol Pais voou de Miami, onde residia, para a capital do Colorado. No sábado, 20, a população deverá homenagear as 13 vítimas do ataque armado de dois de seus estudantes, Eric Harris e Dylan Klebold. Ela se dizia “encantada” pelo massacre e mantinha um diário online, investigado pelo FBI, onde escrevia sobre suicídio e armas. Também mencionava as ações violentas que arquitetava para homenagear os atiradores de Columbine.

Seus registros começaram em junho de 2018 e terminaram em 30 de março deste ano. 

Segundo a emissora NBC, Pais comprou rifle e munição antes de desaparecer do radar do FBI, iniciando uma grande operação de busca por seu paradeiro. Diante da ameaça terrorista, as escolas de Denver não abriram a portas nesta quarta-feira.

Na terça-feira, 16, depois das recomendações do FBI, mais de vinte escolas, incluindo as de Columbine, já estavam sob alerta. Sua grade horária foi mantida, mas as portas de acesso à rua estavam trancadas.

Além de Columbine, o Colorado foi palco de mais de uma dezena de ataques armados nas duas últimas décadas. No mais recente deles, em 2012, um atirador alvejou pessoas dentro de um cinema na cidade de Aurora, durante uma sessão do filme Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge. Doze pessoas morreram e outras 70 ficaram feridas neste que foi o ataque à bala mais letal desde o de Columbine.

“Não existe mais uma ameaça à comunidade”, confirmou a sede do FBI em Denver na tarde desta quarta-feira.

As aulas canceladas pelo Departamento de Educação estadual afetaram pelo menos 400.000 alunos, quase metade dos 911.000 matriculados nas escolas públicas do Colorado.

“Por seus comentários e por suas ações, pela sua viagem de outro estado para cá e por sua busca imediata por armas assim que chegou ao Colorado, nós consideramos que ela é uma ameaça palpável – certamente para a comunidade e, potencialmente, para as escolas”, declarou aos jornalistas Dean Phillips, o agente especial do FBI responsável pelo escritório de Denver. “Ela é obcecada por Columbine e pelos atiradores de Columbine”, acrescentou. “Ela fez comentários sobre estes assuntos, mas não explicitou ameaças contra uma escola específica.”