Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Ponte desaba em Gênova e deixa ao menos 35 mortos

Carros e caminhões ficaram presos sob os escombros; incidente é tratado como "imensa tragédia"

Por Da Redação Atualizado em 14 ago 2018, 14h49 - Publicado em 14 ago 2018, 08h46

Uma ponte desabou em uma rodovia da cidade de Gênova, no norte da Itália, nesta terça-feira 14. Segundo fontes dos bombeiros, ao menos 35 pessoas morreram, entre elas uma criança.

O ministro dos Transportes, Danilo Toninelli, disse em publicação no Twitter que está “acompanhando com grande apreensão o que parece ser uma imensa tragédia”. Ao menos treze pessoas ficaram feridas no incidente.

Uma parte de aproximadamente 200 metros da Ponte Morandi, na autoestrada A10, caiu repentinamente, segundo a emissora Sky TG24. Carros e caminhões ficaram presos sob os escombros.

O número de mortos ainda pode aumentar nas próximas horas. As equipes de emergência já resgataram quatro pessoas com vida que estavam presas sob os escombros, mas afirmam que ainda pode haver mais vítimas debaixo dos pedaços de concreto, segundo a imprensa local.

Segundo os bombeiros, o desmoronamento aconteceu por volta das 12 horas do horário local (7h em Brasília), durante fortes chuvas. Imagens divulgadas pela televisão local mostram a autoestrada coberta de poeira.

O chefe da Defesa Civil italiano Angelo Borrelli afirmou ao jornal Corriere della Sera que por volta de trinta carros e três veículos pesados cruzavam a ponte no momento do desabamento. 

Continua após a publicidade

O viaduto passa por uma zona urbana na qual há shoppings, edifícios residenciais e áreas industriais. Algumas casas nas proximidades também foram atingidas pelos escombros da ponte.

O tráfego ferroviário foi suspenso e teme-se que outras partes da ponte possam entrar em colapso.  Por precaução, as equipes de resgate esvaziaram todos os prédios e casas da região. 

“Os bombeiros participam, assim como as equipes de resgate com cães farejadores”, anunciou o corpo de bombeiros no Twitter.

Ainda não se sabe o que provocou o colapso de parte do viaduto, mas o Corriere della Sera afirma que a causa pode ter sido uma falha estrutural.

O viaduto Polcevera, também chamado de Ponte Morandi, atravessa Polcevera, em Gênova, e passa pelos bairros de Sampierdarena e Cornigliano, que ficam próximos ao aeroporto local. É considerada uma das principais vias de acesso pela capital da Ligúria.

Projetado pelo engenheiro Riccardo Morandi, o viaduto foi construído entre 1963 e 1967 e chegou a ser batizado de “Ponte do Brooklyn” pelas semelhanças com o famoso local em Nova York. Possui mais de 1 quilômetro de comprimento e 90 metros de altura. Passou por reformas em 2016. 

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)