Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Polônia expulsa 45 diplomatas russos suspeitos de espionagem

Guerra na Ucrânia aumentou significativamente o medo e a suspeita dos países da União Europeia e Ocidente sobre intenções de Moscou

Por Da Redação Atualizado em 23 mar 2022, 11h52 - Publicado em 23 mar 2022, 11h50

A Polônia decidiu expulsar de seu território diplomatas suspeitos de serem agentes do Serviço de Inteligência da Rússia. Segundo o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores polonês Lukasz Jasina, os 45 russos convidados a sair do país representavam quase a metade dos diplomatas que trabalhavam na embaixada.

“A Rússia é nosso vizinho, não vai desaparecer do mapa da Europa, mas a agressão à Ucrânia prova que é um Estado hostil e até hostil à Polônia”, disse Jasina durante o anúncio nesta quarta-feira, 23. 

Em entrevista transmitida na televisão polonesa hoje, o porta-voz do governo Michal Dworczyk afirmou que “as atividades dos espiões russos estão se tornando cada vez mais intensas” em território polonês, acrescentando que “às vezes não percebemos o quão importante para a Inteligência é a informação aparentemente trivial como, por exemplo, o que está registrada nas instituições locais”.

As relações entre a Rússia e os países da Europa Central que antes faziam parte de sua esfera de influência são tensas há muito tempo, mas a invasão à Ucrânia aumentou significativamente o medo e a suspeita sobre as intenções de Moscou.

Além da Polônia, Bulgária, Lituânia, Letônia e Estônia expulsaram na semana passada 20 diplomatas russos em uma ação coordenada “em conexão com atividades contrárias ao seu status diplomático e levando em consideração a agressão russa em curso na Ucrânia”, disse o ministro das Relações Exteriores da Letônia, Edgars Rinkevics, no Twitter.

Em reação às expulsões da semana passada, o governo russo diz que as acusações são infundadas. “Todas as expulsões não fundamentadas de diplomatas russos terão uma resposta apropriada”, disse Maria Zakharova, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia.

Russian FM Spokesperson Maria Zakharova press conference
Maria Zakharova, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, responde às acusações de espionagem de diplomatas russos. Anadolu Agency/Getty Images

Pelas mesmas razões, os EUA também decidiram expulsar 12 diplomatas russos alocados na sede das Nações Unidas em Nova York aos primeiros dias da guerra.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)