Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Polícia chinesa prende 5 pessoas por envolvimento em divulgação de sex tape

O vídeo que mostra um casal fazendo sexo em um provador de loja de Pequim se tornou viral na semana passada

A polícia chinesa prendeu cinco suspeitos de envolvimento na divulgação do vídeo de um casal fazendo sexo em um provador de uma loja de roupas. Entre os detidos estariam os jovens que aparecem nas imagens e um rapaz de 19 anos chamado de Sun, supostamente responsável pela divulgação do vídeo na internet.

Leia também:

Festival de carne canina na China enfrenta pressão no próprio país

Ex-chefe de segurança da China é condenado à prisão perpétua por corrupção

Atriz chinesa está sendo processada por ‘encarar intensamente’ telespectador pela TV

A gravação tem um minuto de duração e foi registrada na famosa loja de roupas Uniqlo, em Pequim. As imagens mostram um homem de óculos, vestido de preto da cabeça aos pés, pedindo a uma mulher nua para beijá-lo enquanto grava a cena pelo espelho do provador. “Diga que sou seu marido” e “diga que ficaremos juntos” são algumas das frases ditas pelo homem, enquanto uma música ambiente toca ao fundo.

O vídeo se espalhou rapidamente entre usuários do WeChat, uma das populares redes sociais na China, e ganhou milhões de visualizações em poucas horas. O sucesso do vídeo levou chineses e turistas às lojas da franquia para registrar selfies.

A Uniqlo chegou a ser acusada de ter divulgado o vídeo como parte de uma campanha publicitária, mas negou participação na história e confirmou a um jornal local que nenhum funcionário estava entre os detidos pela polícia.

(Da redação)