Clique e assine com 88% de desconto

Pedro Sánchez conquista governo da Espanha com coalizão de esquerda

A votação coloca fim a um impasse político no país que existia desde as eleições gerais realizadas em abril do ano passado

Por Da Redação - 7 jan 2020, 14h15

Pedro Sánchez, líder do Partido Socialista (PSOE), assegurou nesta terça-feira, 7, um novo mandato como primeiro-ministro da Espanha, após uma votação apertada no Parlamento que encerra oito meses de paralisação política. Sua vitória constitui o primeiro governo de coalizão de esquerda na história recente do país.

No poder desde junho de 2018, o líder do PSOE obteve 167 votos a favor, 165 contra e 18 abstenções que permitirão a ele permanecer no comando do Executivo espanhol. A coalizão conta com a legenda de esquerda Unidas Podemos, que terá o apoio de várias siglas pequenas regionais e nacionalistas.

Os partidos independentistas de esquerda do País Basco e da Catalunha, EH-Bildu e ERC, respectivamente, se abstiveram.

Os votos contrários vieram dos partidos de direita e extrema-direita, Ciudadanos, PP, Vox; de duas legendas independentistas catalãs, JxCat e CUP, além de várias outras formações regionais de cunho conservador.

Publicidade

Mergulhada em uma instabilidade política crônica desde 2015, a Espanha teve quatro eleições gerais em quatro anos. A votação põe fim ao impasse político que existia desde as eleições gerais realizadas em 28 de abril do ano passado, em que o PSOE também venceu, mas não conseguiu formar uma maioria, o que obrigou a realização de novo pleito, em 10 de novembro.

(Com EFE e AFP)

Publicidade