Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Parlamento britânico se reúne hoje para discutir distúrbios

Reunião de emergência deverá trazer novas medidas para combater violência

Por Da Redação 11 ago 2011, 04h58

O Parlamento britânico realiza nesta quinta-feira uma sessão extraordinária sobre a grave onda de violência que já provocou mais de 1 mil detenções desde sábado, a maioria em Londres.

O primeiro-ministro, David Cameron, deve anunciar novas medidas para enfrentar os recentes distúrbios, assim como detalhes da ajuda econômica que será oferecida aos que perderam suas casas ou negócios durante os ataques.

Leia também:

Leia também: moradores montam milícias para tomar conta de propriedades

Tema em Foco: onda de vandalismo toma conta das ruas de cidades britânicas

Em Londres, a polícia Metropolitana (Scotland Yard) já deteve 888 pessoas por suposto envolvimento em atos violentos, desordem e saques, e 371 tiveram acusações apresentadas contra si.

Continua após a publicidade

Entenda o caso

  1. • No dia 4 de agosto, um homem negro de 29 anos morreu após ser baleado por policiais em Londres. A polícia diz que estava tentando prender Mark Duggan quando ele reagiu, mas há versões que desmentem que a vítima estivesse armada
  2. • Dois dias depois, 120 pessoas se reuniram em uma marcha para protestar contra a morte de Duggan e pedir justiça. Porém, duas horas depois, gangues começaram a atacar policiais e depredar prédios, carros e bancos da cidade
  3. • Desde então, a onda de vandalismo se espalhou por diversos bairros de Londres e chegou até a outras cidades britânicas, com convocações feitas por meio de redes sociais na internet e mensagens de celular

Juizados municipais em várias cidades inglesas como Londres, Manchester e Solihull, em West Midlands, permaneceram em funcionamento durante a última noite para agilizar os vários casos diante da avalanche de detenções.

Na região de West Midlands, onde está Birmingham, os agentes praticaram até o momento mais de 300 detenções, e em Manchester e no subúrbio de Salford foram detidas outras 100 pessoas.

A cidade de Birmingham manteve durante a madrugada uma vigília pelos três homens asiáticos mortos após serem atropelados por um veículo quando tentavam proteger o lugar onde moravam. A polícia, que está tratando o caso como assassinato, investiga a participação de um homem de 32 anos.

Esta é a segunda vez em menos de um mês em que Cameron tem de convocar uma sessão de emergência. A primeira foi realizada por causa do escândalo das escutas ilegais em telefones celulares, que no mês passado motivou o fechamento do dominical sensacionalista News of the World

(com Agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade