Clique e assine a partir de 8,90/mês

Os dez locais cotados para a reunião entre Trump e Kim Jong-un

Presidente americano afirma que cinco opções estão sendo avaliadas; analistas americanos indicam até dez locais que podem sediar cúpula

Por Da redação - Atualizado em 30 jul 2020, 20h22 - Publicado em 18 abr 2018, 22h41

Dez possíveis cidades são cotadas para sediar o histórico encontro entre o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, anunciou o dirigente americano nesta terça-feira. Segundo a imprensa americana, porém, fontes do governo têm preferência por cinco dentre as cidades “finalistas” para a reunião que deve ocorrer em maio ou em junho.

Uma dessas opções é a cidade de Ulaanbaatar, capital da Mongólia, segundo a TV americana CNN. Outros locais que estariam na lista são a zona desmilitarizada entre Coreia do Norte e Coreia do Sul; cidades europeias “neutras”, como Genebra, na Suíça, ou Estocolmo, na Suécia; a Ilha de Jeju, na Coreia do Sul; Singapura, Kuala Lumpur, na Malásia; além da capital sul-coreana, Seul; ou até  mesmo Pyongyang, a capital norte-coreana  embora especialistas considerem que esta opção é a mais improvável. Uma décima cidade –a capital tailandesa, Bangkok– ainda vem sendo mencionada, mas com menor frequência.

Nesta quarta-feira, Trump confirmou que foi realizada uma reunião entre o então diretor da CIA, Mike Pompeo, com Kim Jong-un na última semana para acertar os detalhes da cúpula.

“Mike Pompeo se reuniu com Kim Jong-un na Coreia do Norte na semana passada. A reunião foi muito fluente e foi criada uma boa relação”, tuitou o presidente americano. “Os detalhes da Cúpula [entre ambos líderes] estão sendo resolvidos agora. A desnuclearização será algo grandioso para o mundo, mas também para a Coreia do Norte!”, explicou Trump em sua conta no Twitter.

Pompeo foi chamado para dirigir a pasta de Relações Exteriores americana depois que  Trump comunicou em 3 de março através do Twitter a demissão do então-secretário de Estado Rex Tillerson.

Continua após a publicidade
Publicidade